a
HomeMaternidade“Chorei por mais de uma hora”, diz Roberta Rodrigues sobre volta ao trabalho
volta ao trabalho
volta ao trabalho
s

“Chorei por mais de uma hora”, diz Roberta Rodrigues sobre volta ao trabalho

A atriz Roberta Rodrigues é a prova de como a separação entre mamãe e bebê pode ser dolorosa. Depois do nascimento de sua filha, Linda Flor, em fevereiro, a atriz está de volta ao trabalho desde agosto para as gravações da sua participação no programa “Tô de Graça”, nova série do canal Multishow.

“No primeiro dia, meu coração doeu tanto quando entreguei a Flor para o meu marido (Guilherme Guimarães). Eu sentei na escada e chorei por mais de uma hora. Mas a energia é tão boa, que estou melhor. Todo dia quando eu chego eu já quero logo abraçar essa garota”, brinca.

volta ao trabalho

Roberta Rodrigues está aprendendo a lidar com a separação de Linda Flor na volta ao trabalho. (foto Gutho Oliveira/ Divulgação)

 

Volta ao trabalho e separação do bebê

O depoimento da atriz Roberta Rodrigues ao Blog da Grão de Gente nos fez ir a fundo e trazer ainda mais informações sobre a dificuldade da separação entre mamãe e bebê na volta ao trabalho. Depois de, pelo menos, quatro meses em casa se dedicando ao mais novo e amado membro da família, é preciso cortar o segundo cordão umbilical para a volta ao trabalho depois da licença maternidade. Ainda que o processo seja complicado e doloroso, principalmente para a mamãe, especialista alerta que é possível que essa separação aconteça sem traumas.

De acordo com a psicóloga infantil e adulto Priscila de Souza Stel, o ideal seria que a separação para a volta ao trabalho acontecesse quando os dois estivessem prontos, levando em conta que os bebê precisam muito dessa relação, especialmente até o primeiro ano de vida, sendo essencial para o desenvolvimento.

Como nem sempre é possível seguir esse cenário ideal, a psicóloga destaca que é necessário uma preparação para que o momento de volta ao trabalho não seja uma separação abrupta. “Se for repentina, os efeitos psicológicos são maiores. O bebê pode apresentar mudanças em seu comportamento, como irritação ou choro, ou até mesmo sintomas físicos devido ao emocional, como a febre”, explica Priscila.

volta ao trabalho depois da licença maternidade

A separação entre mamãe e bebê pode ser difícil na volta ao trabalho, mas é possível torná-la menos dolorosa para ambos.

Como tornar a mudança menos traumática?

Para tornar essa mudança na rotina entre mamãe e bebê menos traumática, a mãe precisa transmitir segurança e confiança para o pequeno quando voltar ao trabalho. “É possível ir preparando aos poucos essa distância fazendo outras atividades sem a companhia do bebê, como ir ao supermercado ou praticar um exercício físico”, exemplifica.

Os familiares também têm papel fundamental nesse momento de transição. Ainda que nenhuma presença substitua a importância da mãe no dia a dia do bebê, ela precisa ter por perto alguém em quem possa confiar. “A família pode ajudar acolhendo os sentimentos da mãe. Um familiar com quem ela tenha a liberdade de expressar sua angústia, culpa, medo e preocupação já é bastante confortante nesse momento decisivo”, destaca a psicóloga.

Leia mais

Saiba como funciona a licença maternidade

Conheça os direitos trabalhistas da gestante!

Roberta Rodrigues apresenta o quarto da filha

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário