a
HomeGravidezPor que o primeiro choro do bebê é tão importante?
primeiro choro
primeiro choro
s

Por que o primeiro choro do bebê é tão importante?

O som alto e agudo é razão de felicidade e comemoração para os pais, parteiras, obstetras, doulas ou quem quer que esteja acompanhando o parto. O primeiro choro do bebê acontece quando os pulmões se enchem de ar, ou seja, no primeiro suspiro.

A primeira respiração é dolorida, o que causa o choro em cerca de 80% dos nascimentos. Embora seja incômodo para o recém-nascido, é um sinal positivo de que os pulmões estão oxigenando bem. 

É por esse motivo tão importante que a equipe médica mede os níveis de oxigenação do bebê para ter a certeza que ele está respirando bem sozinho. 

primeiro choro

Pesquisa aponta dados importantes sobre o primeiro choro 

Um estudo conduzido por pesquisadores pediatras do Murdoch Children’s Research Institute, em Melbourne, na Austrália, conseguiu capturar imagens dos pulmões dos recém-nascidos em sua primeira respiração. 

Com aparelhos tecnológicos de última geração, o resultado foi obtido por tomografia de impedância elétrica. É colocado um pequeno cinto ao redor do tórax do bebê, mas sem interferir no contato com os pais nos primeiros momentos fora da barriga. 

Segundo o Dr. David Tingay, a surpresa foi observar que a expiração também é de fundamental importância no primeiro choro. “Os bebês são extremamente inteligentes porque expiram após um choro e, portanto, movem o gás de áreas bem ventiladas para áreas dos pulmões que ainda estão cheias de líquido, evitando o colapso pulmonar. Os bebês vão continuar fazendo isso até que seus pulmões estejam cheios de ar com segurança e eles possam começar a respirar normalmente”, afirmou o pesquisador.

primeiro choro

A descoberta é importante para melhorar os procedimentos de atendimento na sala do parto, gerenciando de forma mais eficiente os casos de prematuridade extrema, por exemplo. Afinal, os pulmões são os últimos órgãos a se tornarem maduros e autossuficientes quando o bebê ainda está na barriga da mãe. 

“Esperamos que poder ver esses padrões únicos de respiração na sala de parto diga aos profissionais de saúde se um bebê precisa de reanimação e também forneça informações sobre a eficácia dessa reanimação”, concluiu.

Como os bebês respiram antes de nascer?

O oxigênio chega até o bebê por meio da placenta. Formada logo no início da gestação, ela é responsável por levar os nutrientes e oxigênio e descartar dióxido de carbono e resíduos produzidos pelo organismo do bebê. A placenta exerce, ao mesmo tempo, a função de pulmão e intestino.

As trocas gasosas são feitas pelos capilares do cordão umbilical. Eles filtram o oxigênio do sangue da mãe e enviam o necessário para o bebê.

Durante a gestação, o sangue oxigenado não vai direto para os pulmões. A circulação sanguínea fetal é feita pelo coração, ainda que o sangue passe pelos pulmões para receber oxigênio e assim se desenvolver. 

O que acontece é que, ao chegar nos pulmões, o sangue é jogado para fora do organismo do bebê, de volta para o corpo da mamãe. 

primeiro choro

Curiosidades sobre o primeiro choro e a respiração do bebê

1 – Medo do desconhecido

Além da dor que a primeira respiração causa, os pequenos ainda precisam lidar com estímulos desconhecidos, como a luz e a temperatura fora do corpo da mãe. Isso também é um motivo do primeiro choro. 

2 – Frequência média do choro

Você sabia que a frequência do choro dos bebês pode chegar até 110 decibéis, o que corresponde ao barulho de uma buzina de carro? Inclusive, após 30 minutos de choro, a audição dos adultos pode ter alguns danos.

3 – Quando o bebê não chora ao nascer

Alguns recém-nascidos demoram mais para dar o primeiro choro. Existem várias causas, como falta de oxigenação ou alguma má formação. Por isso, é fundamental ter uma equipe preparada para dar o primeiro atendimento ao bebê. 

A reanimação neonatal é um procedimento comum, quando é retirada a secreção na boca e no nariz do recém nascido para ajudar na respiração. 

4 – Respiração irregular

Os pais de primeira viagem costumam se assustar com a respiração rápida e profunda do pequeno. É normal! Para eles, é um exercício totalmente novo, que exige prática e esforço. 

O pediatra vai orientar para tranquilizar e acompanhar o caso, se houver necessidade de alguma intervenção na respiração do bebê.

primeiro choro

Muito interessante, né? Você já conhecia a importância do primeiro choro? Conta aqui nos comentários!

Leia mais:

Gravidez semana a semana: como o bebê se desenvolve?

Tudo o que você precisa saber sobre a respiração do bebê

Pós-parto: as mudanças do corpo que ninguém te fala!

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário