a
HomeGravidezFamososEntenda o que causou o parto prematuro de Romana Novais
Romana Novais
Romana Novais
s

Entenda o que causou o parto prematuro de Romana Novais

Após passar por um susto com o parto prematuro de Raika, Romana Novais compartilhou os detalhes dos acontecimentos da última semana que culminaram no nascimento da caçula na 32ª semana de gestação.

Esposa do DJ Alok e mãe de Ravi, de apenas 10 meses, a médica baiana contou em uma série de stories no Instagram que teve uma condição chamada CIVD, após o diagnóstico positivo para Covid-19.

“Foram dias bem difíceis para mim e minha família. A gente ficou surpreso com esse parto prematuro, não estava nos nossos planos”.

Romana Novais

Romana Novais se emocionou com o relato do parto de Raika e recebeu apoio do marido, o DJ Alok (Reprodução/Instagram)

Romana Novais dá à luz Raika em parto prematuro

“Tudo começou na semana passada. Fui tomar uma vacina, a triplice bacteriana, que a gestante precisa fazer. Tive um pouco de reação, muita dor no corpo. Achei que era só por causa da vacina, não achei que fosse alguma outra coisa. Também estava com dor local na vacina, então acreditei mesmo que fosse isso”, iniciou Romana, que também teve febre e se surpreendeu quando a dor passou a ficar muito intensa. 

Foi quando ela e Alok fizeram o teste para Covid-19. O resultado do DJ saiu primeiro: positivo. “Ficamos em isolamento em casa nos cuidando, mas as dores pioraram. Sentia muita dor no corpo, pareciam que meus ossos tinham quebrado. Tudo fica muito obscuro, fiquei com muito medo da doença”, contou.  

Na quarta-feira (2), dia do nascimento de Raika, Romana começou a sentir contrações e procurou seus obstetras. Após um ultrassom que apontava que estava tudo bem com a bebê, Romana começou a ter um sangramento muito intenso. 

“A gente correu para o hospital sem pensar muito. Já passaram o acesso em mim na clínica mesmo e foram de carro. Só pensava que tinha que salvar minha filha, queria resolver tudo logo […] Cheguei no hospital com muito medo. Ela nasceu muito rápido, eu não estava esperando. Nem esperava que eu fosse conseguir fazer um parto natural, estava com muita dor, mas ela precisava sair”, continuou a médica, emocionada. 

Romana Novais teve CIVD, complicação rara na gestação

Durante o trabalho de parto revelou-se que Romana estava com uma complicação rara: a CIVD (coagulação intravascular disseminada). Muito perigosa, a condição trouxe risco de vida à mãe de Raika. 

“O quadro se estendeu pelo meu corpo e estava correndo risco de vida, foi uma situação muito complicada. Graças a Deus estou viva, eu tô bem. Fiquei na UTI logo em seguida e a Raika também”, afirmou.

Romana Novais

Romana também compartilhou fotos do parto. Na última, a emoção de Alok ao saber que a esposa e a filha estavam bem. (Reprodução/Instagram)

O que é a CIVD?

A coagulação intravascular disseminada (CIVD) é uma síndrome adquirida caracterizada pela ativação descontrolada da coagulação, causando hemorragia intensa, comprometimento do fluxo sangüíneo para diversos órgãos e contribuir para a falência múltipla do organismo.

É uma condição extremamente rara, mas conhecida pelos médicos como das possíveis evoluções da complicação da Covid-19 em gestantes. Quando a CIVD se instala, o risco de morte é bastante alto e a agilidade da equipe médica é primordial para salvar a vida da mãe. 

Relato de Romana Novais tem alerta às gestantes durante a pandemia

Romana admitiu que não achava que a Covid-19 pudesse ser perigosa para gestantes, por isso aproveitou o relato para acrescentar um alerta para as futuras mamães.

“Deixo aqui meu testemunho que entrei na estatística das mulheres gestantes que tiveram complicação pela Covid-19. Queria deixar o alerta para se cuidarem ao máximo, é uma doença muito violenta. Mesmo sendo jovem, sem riscos, me encontrei em uma situação que não desejo para ninguém. É muito assustador passar por isso, estou assustada até agora.”

Romana Novais

Casal se casou em 2018 e também é pai de Ravi, que tem 10 meses.

A médica também lembrou que estava em grupo de risco. “Minha gravidez estava sendo super saudável, não tive nenhuma complicação. Infelizmente o Covid me escolheu e acredito muito que tenha sido também para trazer essa informação para vocês”.

Romaa já está em casa, mas Raika segue na UTI em quadro estável e evoluindo bem. A mãe  ainda não pôde ter contato com a bebê. “Isso pra mim é o mais difícil. Não vê-la, não poder tocar, amamentar. Mas diante de tudo que a gente viveu eu só tenho a agradecer a Deus por nunca abandonar minha família.” 

Leia Mais:

Relatos de parto ajudam mães que terão o bebê durante pandemia

Estudos revelam que leite materno não transmite coronavírus

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário