a
HomeGravidezParto e Pós-PartoPreparação para o parto [O papai também precisa estar pronto!]
preparação para o parto
preparação para o parto
s

Preparação para o parto [O papai também precisa estar pronto!]

Um misto de sentimentos: felicidade, ansiedade, medo e insegurança. É assim que grande parte das gravidinhas se sentem em relação ao grande dia do parto. Pensando nisso, a Grão de Gente fez uma transmissão ao vivo com a doula Adriana Vieira para tirar dúvidas sobre a preparação para o parto e a importância do companheiro nesse momento especial.

Veja algumas das respostas da doula para as maiores dúvidas das novas mamães em nossas redes sociais.

Preparação para o parto: Quais são as vantagens e desvantagens do parto normal e da cesárea?

A maior vantagem da cesárea é que ela salva vidas, especialmente quando há alguma situação de risco para a mãe e para o bebê. Por outro lado, uma cesárea mal indicada pode resultar em problemas sérios para o bebê: o nascimento antes da hora, quando os pulmões ainda não estão maduros, pode causar doenças respiratórias por toda a vida.

Daí vem a importância de se entrar em trabalho de parto, ainda que o nascimento seja por meio de uma cesariana: a mamãe só entra em trabalho de parto quando os pulmões do bebê estão maduros e ele está pronto para nascer.

preparação para o parto

A mulher só entra em trabalho de parto quando os pulmões do bebê estão maduros e ele está pronto para nascer.

É também um engano pensar que a cesárea evita a dor, porque há a dor do pós-parto: sete camadas de pele são cortadas. É um procedimento cirúrgico com anestesia geral, e o bebê também acaba sendo anestesiado.

Já o parto normal não é bom quando a equipe não está preparada para lidar com os imprevistos desse tipo de parto. A mamãe também precisa passar por uma preparação para o parto normal.

Fisiologicamente, só tem benefícios para a mãe e para o bebê: quando o filho nasce de parto normal, a descida do leite é estimulada. Um ciclo hormonal é fechado e dá início a outro, o de pós-parto. Além disso, as mulheres que passam por um parto normal têm menores índices de depressão pós-parto, justamente por finalizarem esse ciclo hormonal. Vale a pena as mulheres se informarem disso.

Qual é a importância e o papel do companheiro na hora do parto?

O ideal é que o casal faça uma preparação para o parto, leia livros, converse com profissionais para se informar. Se o casal está em sintonia, se o marido também está bem informado e preparado para o momento do trabalho de parto, ele vai ajudar nesse momento. Especialmente porque a mulher fica fragilizada e precisa desse apoio.

preparação para o parto

Presença e participação do companheiro são fundamentais para acalmar e apoiar a mãe no momento do parto.

É preciso dar força, estender a mão, falar pouco. É interessante levar uma playlist com músicas que a mamãe goste. O companheiro pode ter atitudes fundamentais para o momento do trabalho de parto: dar privacidade e segurança, pode ajudar a grávida a respirar melhor, dar dicas, como ir ao chuveiro (água morna ameniza a dor durante o trabalho de parto). É essencial estar junto e dar atenção.

Qual é a melhor forma de a gestante se preparar emocional, psicológica e fisicamente para o parto natural?

Fisicamente, é preciso pensar que um trabalho de parto dura, no mínimo, de 6 a 8 horas. Durante a gestação é importante fazer o que você já gosta, como caminhar e fazer ginástica. Isso já prepara o físico da gestante para que ela suporte as horas cansativas de trabalho de parto.

preparação para o parto

Exercícios físicos moderados durante a gestação ajudam a mamãe a fortalecer o corpo para as horas de trabalho de parto.

Psicologicamente, é importante fazer boas leituras, assistir bons filmes e estar em boas companhias. Evite ficar perto de pessoas que contam histórias negativas e casos que não deram certo. O parto não é só físico, é mental também. É importante se preparar para uma nova vida. O momento do parto é único e de maior entrega na vida. Quem consegue se entregar, deixar acontecer, tem muito mais facilidade para passar por esse momento.

Como a mulher sabe que já está na hora do parto?

A maioria das mulheres sabe porque passa a sentir uma cólica que começa espaçada: em um dia ela percebe quatro cólicas, no dia seguinte acontece de seis a oito vezes. De repente, essas cólicas começam a ter um ritmo. Quando chegam a um ritmo de 5 em 5 minutos, chamamos de trabalho de parto ativo, as famosas contrações. São como cãibras na barriga, porque o útero se contrai e relaxa. Não é uma dor constante, como muitas mulheres imaginam.

Existem outros sinais de trabalho de parto, mas que são muito particulares: a bolsa pode estourar (ou não), mas isso não é motivo de desespero. Nessa hora, é importante avisar seu médico e sua doula. A dor de barriga também é um bom sinal de trabalho de parto. O organismo começa a se limpar e excluir tudo o que não precisa para a descida do neném.

Quais são as diferenças entre os tipos de parto?

Existem dois tipos de parto: a cesariana, que é uma cirurgia, e o parto vaginal. O parto vaginal tem duas formas: o normal, quando há alguma intervenção medicamentosa para diminuir a dor. E o parto sem nenhuma intervenção clínica, o parto natural.

Todos os partos podem ser humanizados, ou não, até mesmo uma cesárea. Quando há uma equipe que respeita a vontade da mulher: seu plano de parto, seu desejo de ter uma doula durante o parto. Uma equipe humanizada acolhe a mulher, a ajuda na preparação para o parto e respeita o momento único dessa família.

Quais são os papéis da doula e do obstetra?

O obstetra é o médico que faz a avaliação clínica, consultas de pré-natal, avalia a saúde do feto e da gestante. Ele cuida de tudo para que a preparação para o parto aconteça da melhor maneira possível.

A doula tem ferramentas que não clínicas ou farmacológicas. É a responsável por explicar sobre o corpo da mulher, a forma que o bebê encaixa, como desce, ensina massagens e exercícios que ajudam no trabalho de parto.

preparação para o parto

A doula ensina massagens e técnicas não clínicas que auxiliam no trabalho de parto.

Quais são os valores de uma doula?

Tudo pode variar de acordo com o estado, com a cidade e até mesmo com a formação e especialização dessa doula. No estado de São Paulo, o trabalho das doulas pode variar com o trabalho que cada uma desenvolve, entre R$ 500,00 e R$ 2.500,00.

Gostou e quer saber ainda mais sobre parto, importância do companheiro nesse momento e o trabalho da doula? Veja na íntegra o vídeo da transmissão em nossas redes sociais com a doula Adriana Vieira!

Leia mais

Cuidados na gravidez e um pós-parto mais saudável

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário