a
HomeMaternidadePós-parto: as mudanças do corpo que ninguém te fala!
pós-parto
pós-parto
s

Pós-parto: as mudanças do corpo que ninguém te fala!

Também chamado de puerpério, o período pós-parto é o momento em que acontecem diversas modificações físicas e também psicológicas nas mulheres num curto (e intenso!) espaço de tempo. Por isso, entender todas as mudanças no pós-parto é importante para te preparar e ajudar a passar por essa fase, mamãe! Mapeamos algumas das principais transformações. Veja mais! 

Uma fase que, além de todas as mudanças acontecendo no próprio corpo, a mulher tem que lidar com uma revolução hormonal, privação de sono e atender às necessidades do novo integrante da família. 

pós-parto

Pós-parto: o que ninguém te fala! 

Seu corpo enfrentou inúmeras mudanças durante 9 noves para acomodar e gerar uma vida dentro de você.  Logo, precisa se reorganizar para voltar tudo ao “normal” – e isso ocorre aos poucos, ou seja, não é da noite para o dia. Por isso, estamos aqui para te explicar sobre todas essas mudanças! Afinal, fica mais fácil vencer os desafios quando a gente já os conhece, não é mesmo?!

O que muda no corpo da mulher no pós-parto:

Sangramento vaginal

Ocorre devido à contração do útero, que está se regenerando, voltando ao volume e posição normal após o nascimento do bebê. 

Até o quarto dia pós-parto, consiste basicamente em sangue, células epiteliais, e muco com cor avermelhada. Conforme a diminuição do sangramento, o sangramento se torna mais escurecido, com coloração amarronzada, seguida por uma cor mais amarela e finalmente mais esbranquiçado, cada vez mais parecido com a secreção cervicovaginal normal. Costuma durar aproximadamente seis semanas. 

Útero volta ao tamanho normal

Já nas primeiras horas após o parto, o útero começa a voltar. No total, ele leva de seis a oito semanas para retornar ao tamanho de antes da gravidez.

Você sabia? Nos primeiros dias depois do nascimento do bebê, as contrações uterinas são aceleradas principalmente ao amamentar. Isso pode gerar um pouco de cólica, pois é resultado da liberação de ocitocina, hormônio que, entre outras funções, diminui o sangramento do puerpério. 

Seios

Na gravidez, os seios já tendem a ficar maiores, né? Mas prepare-se! Nos três dias após o parto, eles crescerão ainda mais e ficarão mais doloridos, isso porque as mamas estão produzindo o colostro, líquido de aspecto amarelado, rico em anticorpos, vitamina A e outros nutrientes super importantes para a saúde do bebê. 

pós-parto

No terceiro ou quarto dia ocorre a apojadura, também chamada de descida do leite, que é a formação do leite materno para a amamentação. A mulher sentirá os seios mais quentes, pesados e pode até sentir febre. Apesar de ser “natural”, é importante  não “romantizar” que a amamentação é simples. Muitas vezes é um processo doloroso de adaptação. Você precisa estar preparada para imprevistos, como a pega incorreta do bebê, quando os mamilos podem doer, rachar e até sangrar.

Uma das dúvidas mais frequentes é se os seios ficarão mais caídos depois da gravidez e amamentação. Isso varia de mulher para mulher e também está relacionado às suas tendências genéticas. Mas no geral,  sim. Devido ao aumento de volume, acontece uma distensão do ligamento suspensor da mama, gerando flacidez. 

Barriga

A barriga é uma das partes do corpo que mais sofre transformações durante os nove meses de gestação. No pós-parto, o abdômen ainda permanece inchado porque nem todos os órgãos retornam rapidamente ao seu lugar, afinal, foram 9 meses se adaptando para receber o bebê. A mulher que teve parto normal, perde de 5 a 10 quilos nos primeiros dias do período pós-parto.  

Para mulheres que passaram por uma cesárea, há maior retenção de líquido e gases.  Por isso, a perda varia de 5 a 7 quilos. 

pós-parto

Em ambos os casos, esse emagrecimento pode gerar flacidez. Esse efeito sanfona ocorre pelo estiramento excessivo das fibras de colágeno e elastina durante a gravidez. Para evitá-lo, o ideal é manter uma rotina de exercícios físicos e controlar o peso.

Em certos casos, o inchaço pode estar associado à diástase (afastamento dos músculos da parede abdominal). Essa distensão muscular acontece em toda gestação para abrir espaço para o bebê, mas afeta mais o corpo de algumas mulheres. 

Atenção ao uso da cinta no pós-parto!

Apesar de muito divulgado, é um grande mito que a cinta pós-parto acelera a recuperação após a gravidez. A ideia de que ela ajuda a musculatura abdominal a voltar ao que era antes da gravidez não é verdade. 

Inclusive, o corpo trabalha muito mais os músculos abdominais quando não está com a cinta. O uso desse acessório comprime a região e atrapalha o processo de recuperação fisiológico que é totalmente natural para mulheres. Especialistas recomendam o uso apenas em casos específicos!

Revolução hormonal

A gravidez causa uma reviravolta hormonal no corpo da mulher! Você sabia que, nessa fase, o estrogênio e a progesterona estão concentrados de 15 a 40 vezes a mais no sangue? Quando o nascimento se aproxima, esses níveis despencam, indicando ao útero que é chegada a hora do parto. 

pós-parto

Dois hormônios também estão em alta no puerpério: a ocitocina e a prolactina. Ambos indispensáveis para a amamentação. Os altos níveis de prolactina reduzem os índices dos hormônios gonadotróficos (LH e FSH), e, com isso, a mulher pode passar por uma fase de redução da libido, ressecamento vaginal e amenorreia lactacional (não menstruar no período de lactação).

Região íntima 

A vagina é um órgão extremamente elástico e que, sim, volta ao seu estado normal – independente do tipo de parto! Como explicamos, a questão hormonal gera uma menor lubrificação, sujeita a irritações, ressecamento e rupturas. 

Se durante o parto, houve cortes na região vaginal, a recuperação será um pouco mais lenta. A cicatrização normal pode levar cerca de 15 dias. Já os pontos de cesárea podem demorar 40 dias ou mais para cicatrizar.

pós-parto

No geral, o tempo de recuperação da musculatura vaginal é de 45 dias – quando as relações sexuais são liberadas. 

Sexo no puerpério

Após o parto, os níveis hormonais da mulher diminuem e isso faz com que a mucosa vaginal fique ressecada e menos lubrificada. Além disso, a prolactina, hormônio que estimula a produção de leite, pode inibir a libido da mulher. A preocupação com a forma física, por exemplo, pode ser um dos motivos levam a mulher a perder o interesse por sexo por um tempo.

pós-parto

Para recuperar o clima afrodisíaco no pós-parto, é preciso informação, compreensão e muito diálogo aberto! Mas tenha empatia com você mesma e entenda que é natural ter outras prioridades no momento.

Depressão pós-parto e baby blues

Muitas mães passam por crises de choro e alterações de humor após o parto, justamente por toda a avalanche hormonal. Há também a questão do esgotamento físico, mental, toda a ansiedade e adaptação com o bebê. 

pós-parto

Quando esses sentimentos desaparecem em alguns dias, não há motivos para se preocupar. O que a puérpera mais precisa neste momento é de carinho e respeito de sua rede de apoio: companheiro, pais, família e amigos, além de exercitar a paciência consigo mesma. 

O problema é quando a tristeza materna perdura por semanas. Nesses casos, pode ser o começo de uma depressão pós-parto. É muito importante que a mamãe procure ajuda profissional!

pós-parto

Incontinência urinária

O volume da urina aumenta no período pós-parto, isso porque o organismo está eliminando o líquido acumulado durante a gestação. Os escapes podem acontecer por causa do esforço feito no trabalho de parto e também pela demora da bexiga em “voltar para o lugar” após a saída do bebê. 

Cabelos e Unhas

Para a maioria das mulheres no pós-parto é bastante comum perceber a queda dos fios e as unhas mais fracas. Vamos falar novamente de hormônios? Sim! Brincadeiras à parte, isso acontece pela alteração hormonal e também pelo estresse dessa fase de tantas mudanças. A tendência é a perda de cabelo diminuir e as unhas ficarem menos quebradiças à medida que o corpo restabelece o seu equilíbrio.

pós-parto

Quer saber mais?

Conheça a Beabá Grão de Gente, nossa plataforma de cursos online especializada em levar conteúdo com responsabilidade e de qualidade para as futuras mamães. Inscreva-se no curso “Cuidados com o Recém-nascido e Desenvolvimento do Bebê”!

Leia mais:

Sexo no pós-parto: 10 dúvidas frequentes entre os casais

Dicas de como se preparar para o parto normal

Pós-parto na pandemia: dicas para manter uma rede de apoio

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário