a
HomeGravidezGrávidas cogitam parto domiciliar na pandemia do coronavírus
parto domiciliar
parto domiciliar
s

Grávidas cogitam parto domiciliar na pandemia do coronavírus

Diante do avanço do coronavírus no Brasil, algumas mulheres têm escolhido o parto domiciliar como forma ideal para o nascimento dos filhos. 

Nesse cenário ainda cheio de incertezas, mães que planejavam ganhar o bebê em hospitais temem a contaminação pelo vírus, além da falta de médicos, enfermeiros, equipamentos e leitos que podem ser afetados pelo volume de doentes. 

Mas muita calma, mamãe! Essa alternativa precisa ser muito bem planejada e estudada. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), ainda não se sabe se grávidas com covid-19 podem passar o vírus para o bebê durante a gravidez ou o parto. 

parto domiciliar

Parto domiciliar ganha força no mundo

Esse aumento da busca pelo parto domiciliar não se restringe apenas a grávidas no Brasil. Nos Estados Unidos, que se tornou o país com o maior número de casos de covid-19 no mundo, parteiras relataram um enorme aumento na procura por partos domiciliares.

Geralmente, muitas mulheres americanas optam por partos em casa porque tiveram uma experiência ruim de parto em ambiente hospitalar. Mas, o que tem se notado é que quem nunca teve filho e nunca cogitou ter parto em casa, agora está escolhendo por ele.

parto domiciliar

Quais as restrições do parto domiciliar?

Parteiras ressaltam que mudanças de última hora são arriscadas e que o parto domiciliar costuma exigir meses de preparação e planejamento. Além disso, nem todas as mulheres são aptas para esse tipo de parto.

Ele é recomendado apenas para as mães que tiveram uma gestação de risco habitual, ou seja, de baixo risco. Dessa forma, muitas mulheres não podem dar à luz fora de um hospital por apresentarem problemas como hipertensão e diabetes gestacional, por exemplo. 

Você sabia? O parto em casa é acompanhado por duas enfermeiras obstetras ou obstetrizes e envolve equipamentos específicos para garantir que, em caso de problema, possam ser tomadas medidas emergenciais. Também é crucial que as profissionais que vão atender a gestante sejam treinadas e equipadas.

parto domiciliar

Distância do hospital

Para as gestantes que optarem pelo parto em casa, é importante estar próximo a um hospital em caso de complicações. Os médicos afirmam que a distância adequada é de até 20 minutos entre a residência e um hospital. Mas é necessário que esse hospital tenha uma equipe de anestesistas, obstetras e outros profissionais para atender a grávida em caso de emergência.

parto domiciliar

Recomendações da OMS

Além de todas as medidas de prevenção já conhecidas e válidas para todos os grupos, como lavar as mãos com água e sabão e evitar aglomerações, as gestantes devem entrar em contato com seu obstetra de confiança caso apresente sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar. 

O profissional irá orientar se há necessidade ou não de buscar o pronto atendimento hospitalar. As mulheres que deram à luz recentemente também precisam restringir as visitas aos bebês para sua própria proteção e a do recém-nascido. 

Vai ficar tudo bem!

O ponto mais importante do parto domiciliar é a informação. A mãe precisa fazer um pré-natal caprichado, saber dos riscos e conversar muito com o obstetra. Bem informada e orientada pelo médico, tudo dará certo!

parto domiciliar

Leia mais:

Parto em casa: O que você precisa saber?

Parto domiciliar: as possíveis complicações

Coronavírus: tudo o que as gestantes precisam saber

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário