a
HomeGravidezO que o bebê sente na barriga da mamãe?
shutterstock_312892961
shutterstock_312892961
s

O que o bebê sente na barriga da mamãe?

O quê o bebê sente na barriga da mamãe? São nove meses naquele lugar escuro, quentinho e cheio de sensações. A barriga da mamãe é o primeiro mundo que o bebê conhece, repleto de sons e movimentos próprios. Conforme nosso grãozinho de gente vai crescendo, o desenvolvimento cerebral e neurológico propicia percepções das mais variadas. No ultrassom, vemos nosso bebê crescendo, se movimentando, colocando a mãozinha na boca, abrindo e fechando as mãozinhas. Aqui fora, preparativos à mil, muita ansiedade e amor transbordando. Mas como será que é estar ali dentro?? Preparamos uma lista de coisas que já sabemos que o bebê sente enquanto está em sua barriga para ajudar a matar a curiosidade. Confira:

 

10ª semana: As batidas do coração da mamãe

 

Com 10 semanas, o feto já percebe as batidas do coração materno

Com 10 semanas, o feto já percebe as batidas do coração materno

 

A partir da 10ª semana o embrião já pode perceber o batimento cardíaco da mãe, que vai acompanhá-lo por toda a gestação. É por isso que os bebezinhos recém-nascidos se acalmam imediatamente quando a mãe os aninha na altura do peito: o coração de mãe, companheiro desde quando  – literalmente – ele se conhece por gente, traz instantaneamente a sensação de segurança e pertencimento de quando ele estava dentro do útero.

 

14ª semana: Um mundo novo de sabores

 

14 semanas, e um mundo de sabores!

14 semanas, e um mundo de sabores!

 

A partir deste período, as papilas gustativas de seu bebê estão formadas. Exames são capazes de detectar inclusive alterações no ritmo de deglutição do liquido amniótico, conforme a mãe ingere algo doce, salgado ou azedo. Nesta fase, o bebê também pode soluçar: uma preparação do organismo para o futuro processo de respiração.

 

16ª semana – Tateando o mundo

 

A 16ª já traz as sensações táteis

A 16ª já traz as sensações táteis

 

O tato do bebê está desenvolvido, e nesta fase ele já consegue sentir o contato com o mundo exterior através do líquido amniótico. As primeiras sensações do que rodeiam seu bebê vêm pelas mãozinhas, processo tão importante para ajudá-lo a descobrir o mundo após o nascimento.

 

17ª semana: A mamãe não fica quieta!

 

Com cerca de quatro meses, o bebê sente os movimentos da mãe

Com cerca de quatro meses, o bebê sente os movimentos da mãe

 

A partir da 17ª semana, seu bebê já é capaz de identificar todos os seus movimentos. O sistema de equilíbrio do feto já está formado, e ele sente quando você muda de posição, corre, senta, levanta, deita ou agacha.

 

18ª à 25ª semana: Tem alguém aí fora??

 

Na ilustração, feto com 23 semanas: já capaz de ouvir o mundo exterior

Na ilustração, feto com 23 semanas: já capaz de ouvir o mundo exterior

 

Os sons, ao passar pelas camadas de tecido da barriga, chegam abafados no útero, mas o feto, entre a 18ª e 25ª semana está com o sistema auditivo todo formado e, por isso, escuta o que acontece do lado de fora da barriga, já que o som se propaga muito bem no líquido. As vozes do papai, dos avós e amigos da mamãe já podem ser ouvidas, assim como músicas e todo tipo de ruído.  Por isso, é muito importante conversar com seu bebê. Após o nascimento, pesquisas indicam que o bebê pode identificar os sons, fator que também contribui para a sua sensação de segurança.

 

30ª semana – Estou só de olho!!

 

Bebê com 30 semanas

Bebê com 30 semanas

 

A visão está mais desenvolvida e o feto já percebe feixes de luz e a diferença entre o claro e escuro. A visão só terminará seu desenvolvimento com cerca de seis meses de vida. Antes disso, o bebe terá a visão turva, reconhecendo o rosto materno a uma distância menor que 20 cm.

 

O bebê sente o tempo todo!!!

 

Corpo da mãe

Na 33ª semana o bebê já está grandinho e bem perto dos órgãos da mamãe, por isso é capaz de ouvir todo o funcionamento do corpo dela. Os sons do estômago, intestino e respiração se tornam parte do ambiente do seu pequeno.

 

Estresse

O bebê certamente não entende o que está acontecendo do lado de fora, mas é capaz de captar as sensações da mãe. Quando você fica irritada, por exemplo, as descargas de cortisol e adrenalina, hormônios do estresse, chegam ao seu filho por meio da corrente sanguínea. Como resultado, o batimento cardíaco dele também aumenta.

 

Alegria

O mesmo processo funciona para o bem: a alegria libera serotonina e endorfina, hormônios que chegam ao útero e fazem com que seu bebê se sinta feliz. Por isso, capriche em momentos que proporcionem felicidade e bem-estar durante sua gestação. Seu bebê agradece!!

 

Leia mais:

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário