a
HomeGravidezInchaço pós-parto pode ser maior do que na gravidez. Entenda o porquê!
inchaço pós-parto
inchaço pós-parto
s

Inchaço pós-parto pode ser maior do que na gravidez. Entenda o porquê!

A ansiedade com o parto passou e você já está curtindo o maior amor do mundo, no aconchego dos seus braços. Mas os desafios do puerpério são incontáveis, como o incômodo inchaço pós-parto.

É comum encontrar mulheres que sofrem com o edema nos primeiros dias após o nascimento do bebê, que pode ser até maior do que na gestação, especialmente nas pernas e nos pés.

Por que acontece o inchaço pós-parto?

Durante a gestação, o corpo da mulher retém líquido, o que eleva o volume de sangue em quase 50%. Além disso, há a compressão da veia cava, que gera uma sobrecarga no sistema vascular e extravasa o excesso de sangue para a camada subcutânea, provocando os edemas. O inchaço é inevitável nos membros inferiores e também pode atingir as mãos.

Mulheres que passaram pela cesariana têm uma predisposição maior para um inchaço mais intenso, pela necessidade de se manterem deitadas após o procedimento. Mas os edemas também atingem quem teve parto normal.

inchaço pós-parto

Quando vai melhorar?

Normalmente, o inchaço pós-parto não dura mais do que uma semana. O incômodo pode permanecer mais uns dias nas gestantes que tiveram pré-eclâmpsia ou alta na pressão arterial durante a gravidez. Nesse caso, o acompanhamento mais criterioso com o obstetra é fundamental, além da necessidade de aferir a pressão diariamente.

Dicas para aliviar o inchaço pós-parto

Para amenizar o edema, a gestante deve manter os pés elevados – acima do nível do coração – sempre que possível. No caso de mãos inchadas, também eleve-as acima da cabeça quando for descansar.

Também é fundamental manter a hidratação, bebendo bastante água ao longo do dia. E isso não será difícil, pois a amamentação dá muita sede, até em quem não tinha o hábito de beber água antes da gravidez.

inchaço pós-parto
Outra dica é a prática da caminhada. Se não houver nenhuma contraindicação do médico, a nova mamãe deve procurar caminhar um pouco diariamente, para estimular a circulação. Mas nada de exercícios mais intensos, pois o parto ainda é muito recente.

Mudanças na alimentação também ajudam, como diminuir a ingestão de sal e aumentar o consumo de alimentos diuréticos, como legumes e frutas.

Quando devo me preocupar com o inchaço?

Se o inchaço pós-parto não melhorar após uma semana, procure um médico, especialmente se o edema estiver acompanhado de:

  • Dor de cabeça forte;
  • Tontura;
  • Náuseas ou ânsia de vômito;
  • Visão embaçada.

Esses são sintomas da pré-eclâmpsia, que podem ocorrer nos dias posteriores ao parto. No caso de dor forte e vermelhidão em uma das pernas, o perigo é a possibilidade da formação de um coágulo, o que também exige atendimento médico com urgência.

inchaço pós-parto

Leia mais:

Gravidez sobrecarrega organismo da mulher

Tremedeira no pós-parto: Por que acontece?!

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário