a
HomeGravidezDicionário da Grávida: siglas e termos médicos que você precisa conhecer
indice
indice
s

Dicionário da Grávida: siglas e termos médicos que você precisa conhecer

Já ouviu ou leu uma conversa entre grávidas? É praticamente um outro idioma. Brincadeiras à parte, o universo da maternidade tem uma linguagem particular resumida em uma série de siglas que, com o tempo, as mamães de primeira viagem acabam aprendendo e inserindo em seus diálogos com os médicos e com outras mães. Mas, até isso acontecer, tem muita pesquisa no Google para entender esse novo dicionário!

dicionário

Pensando em ajudar as famílias a se inserirem mais rapidamente neste cenário, fizemos o Dicionário da Grávida, um catálogo com as siglas e termos médicos mais usados durante os nove meses de gestação. Vamos te explicar todos os significados por ordem alfabética. Confira!

Dicionário da Grávida:

A

AC – Alimentação complementar.

Amniocentese – exame que recolhe líquido amniótico da placenta para investigar possíveis alterações de cromossomos, como a da Síndrome de Down, e outras doenças de origem genética.

AU – altura uterina:  a medida da sua barriga feita pelo médico com uma fita métrica. É assim, também, que é avaliado o crescimento do seu bebê.

AME – Aleitamento Materno Exclusivo: é indicado até os 6 meses de vida.

B

BCF – Batimentos Cardíacos Fetais: A frequência varia entre 120 e 160 batimentos por minutos!

Beta-HCG – Hormônio produzido pela placenta que é determinante para detectar a gravidez, mas não só isso. Ele pode também ser medido em outros momentos para avaliar o desenvolvimento da gestação.

BLW – em inglês – Baby Led Weaning- técnica que incentiva a autonomia do bebê durante as refeições.

C

CA – Circunferência Abdominal.

CC – Cama Compartilhada.

CCN – Comprimento cabeça-nádega.

Colostro – Líquido anterior ao leite materno, que pode começar a ser produzido ainda no meio da gestação ou só depois do parto.

CP – Casa de Parto.

D

DBP – Diâmetro bi-parietal: a distância transversal entre os parietais do crânio do feto. É medido a partir das 12 semanas de gestação.

DPP – Data Prevista para o Parto.

DUM – Data da Última Menstruação.

E

EO – Enfermeira Obstétrica.

Exame do Cotonete – deve ser realizado entre a 35ª e a 37ª semana de gestação e que tem como objetivo identificar a presença da bactéria Streptococcus B (Streptococcus agalactiae) e sua quantidade. Esse é o nome que se dá à bactéria existente no intestino e na vagina de muitas mulheres, que pode representar risco de complicações como meningite e pneumonia nos bebês após o parto normal.

F

FIV – Fertilização in Vitro.

Fórceps – É um instrumento cirúrgico obstétrico utilizado para auxiliar o parto e facilitar a passagem da cabeça do bebê pelo canal da vaginal.

G

GO – Ginecologista e Obstetra.

H

Hiperêmese gravídica – excesso de vômitos e náuseas, quando o enjoo ocasional do início da gravidez demanda atenção médica. O quadro pode provocar desequilíbrio no nível de minerais no sangue e até exigir internação.

 I

IA – Inseminação Artificial.

IG – Idade Gestacional – tempo de gravidez.

IIC – Insuficiência Istmo-Cervical: quando o canal cervical não tem capacidade de suportar o peso da gravidez sem se dilatar.

ILA – Índice de Líquido Amniótico.

L

LA – Líquido Amniótico e Leite Artificial.

LD – Livre Demanda: quando as necessidades do bebê é que definem as mamadas, não há horários fixos.

LDR – em inglês – Labor Delivery Room: salas de parto.

LM –Leite Materno  e Licença-Maternidade.

N

Nidação: ocorre em quase 20% das gestantes e pode sim ser normal, já que o embrião está se fixando dentro do útero. É um dos estágios do início da gravidez e pode resultar em um sangramento e leve desconforto. Tudo normal.

P

PA – Pressão Arterial.

PC – Parto Cesárea.

PD – Parto Domiciliar.

PE/PED – Pediatra.

PN – Parto Normal.

PNH – Parto Normal Humanizado.

PP – Placenta Prévia: é quando a placenta se fixa próxima ao colo, em vez de se estabelecer na parte média, e pode inviabilizar o parto normal.

R

RN – Recém-nascido.

S

SOP – Síndrome do Ovário Policístico.

SOMP – Síndrome do Ovário Micropolicístico.

T

TB: Temperatura Basal –  está ligada ao período fértil.  É a medida assim que a pessoa acorda pela manhã. A temperatura basal da mulher eleva um pouco com a ovulação,. por isso, registrar a temperatura basal diariamente pode ajudar a prever os dias mais férteis.

TN – Translucência nucal: exame que mede a espessura de uma região na parte posterior do crânio até a região inferior do tórax, onde há um acúmulo de líquido que pode sinalizar problemas genéticos.

TP: Trabalho de Parto.

U

US ou USG: Ultrassom.

V

VBAC – Vaginal Birth After Cesarea- Parto Normal Após Cesárea. Com o número de cesárias:

  • VBA2C (duas cesáreas);
  • VBA3C (três cesáreas),

VO: Violência Obstétrica.

 

dicionário

Quer saber mais?

Conheça a Beabá Grão de Gente, nossa plataforma de cursos online especializada em levar conteúdo com responsabilidade e de qualidade para as futuras mamães. Inscreva-se no “Curso Completo da Gestação”, com mais de 40 aulas sobre gravidez, parto e pós-parto!

Leia mais:

Alimentos proibidos na gravidez: Veja quais são e o porquê!

Pós-parto na pandemia: dicas para manter uma rede de apoio

Amamentar ajuda a prevenir o câncer de mama 

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário