a
HomeGravidezAlguns tipos de parto natural para escolher
parto
parto
s

Alguns tipos de parto natural para escolher

A partir da 30ª semana de gestação, a ansiedade começa a tomar conta do dia a dia da mamãe, principalmente de como vai ser o parto. “Será que dói?”, “O bebê vai encaixar?”, “Vai ser tranquilo?” “Parto natural, humanizado, na água, como será?”, são muitas dúvidas, mas a verdade é que não existe um tipo de parto ideal, o importante é ficar tranquila e calma, para que o momento seja o mais especial possível. Antes de pensar no parto, é preciso observar como está o preparo psicológico e expectativas da mulher, do companheiro, da família e saúde materna e fetal.

Para que a decisão seja a melhor possível para a mulher e para o bebê, é importante que tenha um acompanhamento pré-natal, pois será nesse período em que poderá tirar as dúvidas com o médico. Hoje vamos falar sobre os partos naturais existentes.

 Parto Natural

Como o próprio nome já diz é totalmente natural, o médico apenas acompanha o nascimento do bebê, respeitando o tempo e o ritmo tanto da mãe quanto do bebê. Para este parto é importante a gestante aprender técnicas respiratórias para ajudá-la durante o parto, deixando-a mais tranquila e segura, geralmente essas técnicas são ensinadas em curso para gestantes.

O parto natural é feito via vaginal e não apresenta nenhuma intervenção durante seu processo, porém é de suma importância ter uma equipe médica presente, caso ocorra algum imprevisto, o parto natural não é muito indicado às mulheres muito sensíveis a dor, pois não há analgesia.

Parto na água

Este parto pode ser realizado em casa ou em hospitais especializados, pois há necessidade de uma banheira com água aquecida em temperatura entre 36º e 37º, a água deve cobrir toda a barriga da gestante que se encontra em trabalho de parto, para muitas mulheres a água aquecida proporciona alívio e conforto para este momento, porém é imprescindível a presença de uma equipe médica.

Este tipo de parto não é recomendado a mulheres diabéticas, hipertensas ou que tenham bebês grandes ou pequenos demais. Os riscos apresentados são os mesmos do parto normal, tendo como vantagens o alívio das dores, contrações e estresse, devido à temperatura da água que relaxa a musculatura, facilitando assim a saída do bebê.

Parto de cócoras

Ao invés da posição ginecológica o parto é realizado com a mulher na posição cócoras, devido à gravidade torna-se um parto mais rápido, como não há compressão de vasos sanguíneos, dizem ser mais saudável tanto para mãe quanto para o bebê.

Toda mulher que apresentou uma gestação sem ricos podem optar por este tipo de parto, porém é imprescindível que o bebê esteja na posição de cabeça para baixo, seus riscos são os mesmos do parto normal, quanto aos benefícios, além da saída do bebê ser mais rápida, apresenta menos dor, pois devido a posição ocorre um alargamento natural da pélvis

Parto humanizado

No Brasil há uma forte campanha pelo parto humanizado. Nele, as vontades da mulher são respeitadas. Ela deve contar com o apoio de seu marido e muitas vezes com o auxílio de uma doula também, formada em obstetrícia, que acompanha a mulher durante a gestação e o parto. Neste caso, tudo acontece na casa da gestante, fora dos holofotes da sala de cirurgia de um hospital, tudo acontece naturalmente, mas é preciso uma equipe médica e equipamentos necessários em casos de emergência.

Thaisa Barros, que teve a experiência da cesariana no primeiro filho, optou pelo parto em casa quando teve seu segundo filho. “Foi uma experiência ruim, não tive acompanhante, fiquei sozinha, e depois descobri que o médico tirou meu bebê antes do tempo sem uma real indicação. Por isso quis tanto um parto natural na gravidez da Alice, e após pesquisar e conhecer vários profissionais da área, eu resolvi tê-la em casa. Foi uma experiência maravilhosa.”

parto natural

Além de ficar com o bebê em seus braços logo que a sua filha nasceu, Thaisa diz que foi totalmente prepara por uma equipe de profissionais e a recuperação foi muito rápida. “Me senti mais ativa, após o parto cuidei de imediato da minha bebê (sem tanta dificuldade). A recuperação é muito mais rápida, não precisei ser medicada, enfim… coisas que podem parecer pequenas, mas que fizeram muita diferença.”

Thaisa ainda destaca que as informações são muito preciosas “Pesquisem, leiam e se informem. O parto natural tem várias vantagens para a mãe e bebê. Muita mulher que relata um horror ao dar à luz, fala sobre violência obstétrica, e isso não é normal, mesmo que seja tão comum hoje em dia (infelizmente). Uma dica que dou, é que assistam o filme “O renascimento do parto”, que entendam como funciona o parto natural e uma cesárea, e faça a escolha que achar melhor para você e seu bebê. “.

Informações: Mundo Mulheres

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário