a
HomeGravidezCarência de B12 na gravidez eleva chances de doenças metabólicas em crianças
ingestão de vitamina b12 na gestação
ingestão de vitamina b12 na gestação
s

Carência de B12 na gravidez eleva chances de doenças metabólicas em crianças

Uma pesquisa da Universidade de Warwick, do Reino Unido, revelou que a baixa ingestão de vitamina B12 na gestação pode acarretar em diversos problemas para as crianças, como o maior risco de desenvolver diabetes tipo 2 e outras doenças metabólicas.

O estudo sobre a ingestão de vitamina B12 durante a gravidez foi apresentado na Conferência Anual de Endocrinologia, que aconteceu em novembro deste ano. Os estudiosos ressaltaram a importância do consumo desse nutriente pelas gestantes. A B12 auxilia na função neurológica, na formação de glóbulos vermelhos e na síntese do DNA.

Importante: a vitamina B12 é encontrada em alimentos de origem animal, como carnes, ovos, leites e derivados.

ingestão de vitamina b12 na gestação

De acordo com a pesquisa feita pelos estudiosos de Warnick, a falta de vitamina B12 está ligada a alterações dos níveis de leptina no organismo do bebê. Para quem não sabe, a leptina é um hormônio produzido pelas células de gordura e ele é responsável por nos avisar que estamos saciados. As alterações dos níveis de leptina podem levar a um crescimento da resistência à insulina e, consequentemente, ao risco da criança ter diabetes tipo 2.

E mais: outros estudos já identificaram que a falta de vitamina B12 pode aumentar o Índice de Massa Corporal (IMC) das gestantes, o que aumenta as chances dos bebês nascerem com baixo peso e colesterol alto.

 

Dinâmica do estudo que avaliou a importância da vitamina B12

Para chegar ao resultado dessa pesquisa, os estudiosos avaliaram 91 amostras de sangue de mães e filhos para verificar a quantidade de vitamina B12. Além disso, os pesquisadores analisaram 42 amostras de tecido adiposo da mãe e do recém-nascido e 83 amostras do tecido placentário.

De acordo com Ponusammy Saravanan, principal autor da pesquisa, o ambiente nutricional fornecido pela mãe pode programar permanentemente a saúde do bebê. “Nós sabemos que as crianças que nasceram de mães subnutridas têm maior risco de desenvolver problemas de saúde e também vemos que a deficiência materna de vitamina B12 pode afetar o metabolismo das gorduras e contribuir para esse risco. Por isso, nós decidimos investigar a leptina, o hormônio da célula adiposa”, explica o pesquisador.

Apesar dos resultados satisfatórios, o motivo que leva a deficiência de B12 aumentar os níveis de leptina no organismo do bebê ainda não foi desvendado. Outros estudos estão sendo desenvolvidos para resolver a questão. Baseados em resultados concretos, os médicos poderão analisar se as dosagens recomendadas do nutriente devem ser revisadas. Atualmente, é recomendado 2,6 microgramas do nutriente durante a gestação e 2,8 microgramas no período da amamentação.

 

Leia também:

– Vitaminas do complexo B são fundamentais na gestação

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário