a
HomeGravidezAmamentaçãoProblemas na amamentação: principais complicações + depoimentos!
problemas na amamentação
problemas na amamentação
s

Problemas na amamentação: principais complicações + depoimentos!

Nem sempre o aleitamento materno é tão fácil quanto parece, já que os problemas na amamentação atingem boa parte das mamães, principalmente as de primeira viagem. 

Apesar de ser natural, não dá para “romantizar” em todos os casos. Complexa, a prática apresenta alguns fatores para o seu sucesso, como as condições físicas e emocionais. Portanto, a mãe precisa aprender a dar o peito e o bebê a mamar. 

problemas na amamentação

Quais são os principais problemas na amamentação?

Não raro, muitas mães desistem de amamentar por falta de apoio e de informação. Por isso, reunimos os problemas na amamentação mais comuns, conversamos com especialistas e mulheres que também passaram por complicações!

Dor com a pega incorreta

Amamentar pode doer, sim. Os desconfortos intensos ocorrem principalmente durante as primeiras semanas, quando os seios ainda estão se adaptando à amamentação. Entre os motivos estão os famosos bicos rachados, graças à pega incorreta dos bebês.

“É o maior problema que as mães enfrentam. Alguns bebês tem um freio lingual um pouquinho maior que o habitual e isso acaba atrapalhando na hora da pega. Pode gerar fissura e dor na hora de amamentar”, afirma a doula Tatiane Larisse.

Geralmente, quando o pequeno não abocanha a aréola por completo, mas apenas o bico do seio, a mama sofre machucados. Para ajudar os bebês, é necessário observar se a boca do dele está bem aberta (como boquinha de peixe), pegando a maior parte da aréola. O nariz fica livre, a bochecha cheia e o queixinho encostado na mama, como na imagem abaixo.

problemas na amamentação

Pouca produção de leite

É comum ouvir que muitas mulheres tem pouco leite ou leite fraco quando o bebê não para de chorar ou está perdendo peso. Essa produção insuficiente de leite pode acontecer com mulheres que tenham passado por cirurgias mamárias, tanto para redução como para aumento. 

Geralmente, quando é buscado o auxílio do pediatra ou consultora de amamentação, a mãe passa a oferecer o peito em intervalos mais curtos para estimular as glândulas mamárias ao longo do dia. 

Porém, a ansiedade e o estresse também pode atrapalhar. Por isso, esse momento desafiador pede sossego e privacidade para mamãe e bebê se conhecerem e aprenderem juntos. A mamãe Larissa Eleuterio, de 26 anos, acredita que o fator emocional foi decisivo amamentar o filho, Pedro. 

“Minha maior dificuldade foi com a produção de leite porque eu passei muito estresse nesse período e acabei tendo esse problema para amamentar. Tentei de tudo para aumentar a produção e complementava com fórmula. Com o passar do tempo, a minha produção só diminuiu e ele foi largando com 3 meses”, contou.

problemas na amamentação

Muita produção e leite empedrado

Também conhecido como ingurgitamento mamário, ocorre quando há um acúmulo de leite materno nos seios, especialmente quando o bebê não consegue mamar tudo e a mulher também não remove o leite excessivo.

Normalmente, os sintomas incluem dor ao amamentar, mamas inchadas e vermelhidão na pele dos seios. Para aliviar o incômodo, é aconselhado realizar uma massagem nos seios poucos minutos antes do bebê mamar. 

“Quando acontece a descida do leite, o peito da mulher costuma ficar muito cheio e ela consegue ordenhar pela falta de informação. Pode acabar gerando mastite, que é a inflamação dos ductos mamários. Esse problema causa febre, mal estar e calafrios. Precisa tomar anti inflamatório e algumas vezes até antibiótico”, informou a doula Tatiane Larisse. 

máscara para amamentar

A mamãe Patrícia Carvalho, de 28 anos, sabe muito bem o que é sofrer com a produção de leite excessiva. “Quando a Maria Liz nasceu eu descobri que eu tinha hiperlactação, então do sutiã 43 eu fui para o 50. E por ser uma recém-nascida, ela não dava conta daquele leite e para mim era muito doloroso, faltava informação”, compartilhou.

“Mas o desejo de amamentar era maior e eu não queria desistir. A partir do 3° mês, as coisas foram melhorando. O corpo foi ajustando a produção do leite e perto dos 5 meses eu procurei o banco de leite. Se eu tivesse ido antes, teria evitado muito sofrimento porque é o melhor serviço do SUS. Como eu iria voltar a trabalhar, aprendi a forma correta de ordenhar e amamentar. Não é fácil, mas consegui superar e amamentei em livre demanda até os dois anos”, completou.

problemas na amamentação

Ductos de leite entupidos 

Ocorrem quando os seios não são completamente esvaziados de maneira regular. Eles causam saliências levemente dolorosas que podem ser sentidas nos seios de mulheres que estão amamentando. 

Embora seja doloroso, dar continuidade à amamentação é a melhor maneira de desentupir o ducto. Compressas mornas e massagem na área afetada antes da amamentação também podem ajudar. 

“Não tem uma causa única, isso pode ser ocasionado por usar um sutiã apertado, comer algo mais gorduroso, dormir de bruços ou ficar mais tempo que o “normal” sem amamentar. Ao perceber qualquer sintoma diferente, a melhor dica é procurar um especialista no assunto ou ir até um banco de leite. Jamais ficar esperando passar sozinho!”, informou a especialista em amamentação, Sandra Abreu.

bebê não pega o peito

Bico plano ou invertido 

Ter o bico do seio voltado para dentro pode dificultar a pega. Nesses casos, o bebê não consegue sugar e puxar o seio com mais voracidade. Contudo, o erro mais comum é recorrer às conchas e bicos de silicone, que podem atrapalhar ainda mais o processo. 

Segundo especialistas, mamilos planos ou invertidos não impedem a amamentação. Nos primeiros dias, poderá ser mais difícil para o bebê manter a pega, mas é possível ajustar a postura, colocar o bebê bem próximo ao corpo da mãe e usar recursos e massagens para tentar protruir os mamilos. 

benefícios de amamentar

E para o bebê? Quais são as complicações?

Segundo a especialista em amamentação, Sandra Abreu, todos os bebês apresentam algum tipo de dificuldade, em diferentes graus. Ela afirma que uma complicação recorrente é a confusão de bicos, quando algumas crianças têm dificuldade em continuar o aleitamento materno após usarem algum tipo de bico artificial como chupetas e mamadeiras (que não exigem tanta força na sucção).

“Na mamadeira, o leite praticamente cai na boquinha do bebê sem precisar fazer nenhum esforço. Já no peito, muitos deles até suam, pois é um exercício de sucção para conseguir extrair o leite ao usar toda a musculatura da face”, explica a especialista. 

Foi o que aconteceu com a mamãe Juliana Martins, de 27 anos. “No peito, o Benjamin mamava mais de meia hora e não tinha nem de 15 ml de leite. Como ele já tinha acostumado com a mamadeira, que saia mais leite em menos tempo, com 3 meses ele largou meu peito de vez. Até tentei, mas ele chorava e gritava quando dava o peito. Ele ficou preguiçoso para mamar e fiquei bem triste por isso”, contou a mãe do Ben, que também está grávida de uma menina e acredita que o processo será mais fácil dessa vez.

problemas na amamentação

Informe-se!

Ao longo dos nove meses da gestação, não são todas as famílias que se preparam para a amamentação. O parto parece algo mais urgente, o enxoval precisa ficar pronto e a casa preparada. 

Ler muito sobre amamentação e buscar fontes confiáveis em cursos são boas alternativas para se preparar para essa fase e, principalmente, para a chuva de palpites. Doulas e consultoras de amamentação também são super importantes! 

Para Mariana Santos, de 24 anos, a informação foi essencial! “Depois de uns meses, meu leite diminuiu por alguns motivos pessoais. Como dar fórmula ao bebê não era opção, comecei a pesquisar e conversar com o pediatra, que me deu ótimas dicas e fez meu leite ficar mais forte!”, disse a mamãe do Lorenzo.

“Hoje o baby Loren tem 1 ano e três meses, mama no peito sempre que quiser, pois é o nosso momento e principalmente o conforto dele. Sem falar que graças ao leite materno, a imunidade dele é extremamente forte. É uma delícia fazer carinho e ver os olhinhos dele enquanto mama!”, compartilhou. Que fofo!

problemas na amamentação

E você? Como foi sua experiência com a amamentação? Conta pra gente nos comentários!

 

Quer saber mais?

Conheça a Beabá Grão de Gente, nossa plataforma de cursos online para as mamães mais bem informadas. Inscreva-se no “Curso Completo da Gestação”, com mais de 40 aulas sobre gravidez, parto e pós-parto! São vagas limitadas!

 

Leia mais

Por que a fórmula infantil impacta o meio ambiente?

Autocuidados para amamentar: 10 dicas para não passar perrengue

Semana Mundial do Aleitamento Materno: Amamentar é um Ato Ecológico!

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário