a
HomeGravidezAmamentaçãoMamas cheias e leite empedrado: o que fazer?
seios no amamentação
seios no amamentação
s

Mamas cheias e leite empedrado: o que fazer?

Na primeira semana após o parto, pode ser que você sinta as mamas ingurgitadas, ou seja, os seus seios inchados, sensíveis, latejando, “empedrados” ou cheios demais. Às vezes este inchaço pode alcançar as axilas, e você pode apresentar febre.

É importante saber que a temperatura corporal deve ser avaliada com o termômetro na boca ou embaixo da língua, pois a axila pode estar superaquecida devido à inflamação desenvolvida por meio dos seios, e não seja febre.  O que você precisa ficar atenta é com uma ocasional mastite, uma infecção que se desenvolve nos seios, e é indispensável receber maior atenção caso a sua temperatura esteja acima dos 38,5 graus Celsius. seios no amamentação

No momento em que as mamas estão com uma produção de leite em exagero, parecem inchadas, permanecem quentes, doloridas e, algumas vezes, até um pouco avermelhadas.

Naturalmente, isso pode ocorrer nos primeiros dias, quando o leite ainda está em processo de ejeção (descida) e o pequeno ainda está se adaptando a técnica de sucção. O resultado é simples: além de ser extremamente desconfortável para a mãe, a aréola pode se apresentar ainda mais tensa e inchada, o que atrapalha a pega correta do bebê.

A pega incorreta pode provocar fissuras e rachaduras mamilares, impedindo que este momento seja prazeroso tanto para a mãe quanto para o bebê, e impossibilite o nutrimento adequado da criança. É indispensável essa informação para evitar desconforto e dificuldades futuras.

Dicas para as mamas ingurgitadas:

– Antes de dar de mamar, extraia um pouco do leite. Isso pode ser realizado através da ordenha manual ou com uma máquina adequada. O essencial é não desperdiçar o leite da mamãe. Por isso, aproveite para colocá-lo em um recipiente apropriado, impecavelmente esterilizado, e armazene no congelador para usá-lo em um momento oportuno. Extraia uma quantidade satisfatória para permitir que a aréola se apresente menos tensa e mais macia, o que com certeza promove a pega e a sucção do bebê.

– Sempre que possível, aumente a frequência com que oferece os seios para o bebê, pois quanto mais esvaziá-los melhor. Claro que isso está interligado a rotina do bebê. Não o desperte fora de hora para mamar.

– Se você observar pontos doloridos ou mais vermelhos nos seios, realize uma massagem com movimentos circulares, principalmente, durante a ordenha do leite. Isso é extremamente necessário para desobstruir ductos e impedir que a mastite se desenvolva. Massageie bem, até ter a percepção de melhoria.

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário