a
HomeGravidezAmamentaçãoAmamentação x Câncer de Mama
fissuras e rachaduras nos seios
fissuras e rachaduras nos seios
s

Amamentação x Câncer de Mama

A amamentação, além de todos os benefícios para a saúde do bebê e para o estreitamento dos laços entre mãe e filho, tem ainda mais uma vantagem para as mulheres. Você pode imaginar a relação do ato de amamentar com a incidência de Câncer de Mama? Quem amamenta reduz o risco de desenvolver esse tipo de doença.

Uma pesquisa, realizada por pesquisadores da World Cancer Research Fund, na Grã-Betanha, fez uma revisão de quatro estudos sobre amamentação e concluiu que mães que amamentam seus filhos por um total de um ano reduzem em quase 5% os riscos de desenvolver câncer de mama. amamentação

De acordo com a pesquisa, os 12 meses de amamentação não precisam ser contínuos. Amamentar dois bebês durante seis meses, por exemplo, teria o mesmo efeito na saúde das mães.

A redução do risco pode não parecer muito, mas quanto mais tempo uma mulher amamentar, menor será o risco de adquirir a doença. Pesquisadores querem, assim, levar adiante a mensagem de que amamentar é algo positivo, tanto para o bebê, como para as mamães.

Mitos e verdades sobre amamentação

Ainda segundo os pesquisadores, a amamentação diminui os níveis de alguns hormônios relacionados ao câncer no sangue das mães. Além disso, depois do período de aleitamento, o corpo elimina quaisquer células que podem ter o DNA danificado nas mamas, o que também contribui para uma diminuição no risco de desenvolver a doença.

O estudo sugere, ainda, que os efeitos da amamentação estendem-se também para a saúde dos bebês, além daqueles benefícios já conhecidos. A revisão das pesquisas sobre o aleitamento materno indica que bebês que foram amamentados são menos propensos a consumir muitas calorias e/ou proteínas em excesso e se tornarem obesos. Como sabe-se que o excesso de gordura aumenta o risco de pelo menos seis tipos de cânceres (rins, pâncreas, esôfago, mama no período pós-menopausa, endométrio e intestinos), com essa alimentação restritiva, os bebês teriam esses riscos diminuídos.

Pesquisas anteriores já demonstraram que a amamentação pode diminuir os riscos de desenvolver outros problemas de saúde nas mães, como artrite e a diabetes.

Tais pesquisadores e também a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendam que mães alimentem seus filhos exclusivamente com leite materno até os seis meses de idade e continuem a oferecê-lo junto a outros alimentos até os dois anos de idade, pois a cada dia são conseguidos mais dados empíricos, convencendo a comunidade científica de que a amamentação reduz os riscos de desenvolver câncer de mama.

Vale lembrar, que em todos os casos, a melhor forma de prevenção ainda é o auto exame e a mamografia. É muito importante que toda mulher esteja consciente do risco e se preocupe com a doença. Embora exista o fator amamentação, a prevenção só será efetiva se a mulher examinar suas mamas mensalmente e fazer o controle médico anual.

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário