a
HomeGravidezAlimentaçãoAlimentação na gravidez: devo comer menos carboidrato?
alimentação na gravidez
alimentação na gravidez
s

Alimentação na gravidez: devo comer menos carboidrato?

Ela é cercada de mitos. Quando falamos em alimentação na gravidez, existe muita crença popular, como aquela famosa ideia de que mulher grávida come por dois (estudos recentes refutam essa ideia).

Mas tanto na gestação como em outras fases da vida o princípio que vale é o mesmo: equilíbrio.

Ficar atenta à alimentação é de fato importante, mas de nada adianta sair cortando todo tipo de comida e transformar esse cuidado em obsessão. Portanto, a principal dica é ter zelo, mas sem neuras.

alimentação na gravidez

Carboidrato é vilão da alimentação na gravidez?

Outra ideia que costuma ter muita força no imaginário popular é a de que carboidrato engorda e é um grande vilão. E aí surge a dúvida: é verdade que as grávidas devem comer menos carboidratos?

Conversamos com a nutricionista Izabela Cavalcante para responder essa pergunta, e ela garante: “Não é verdade. A mulher grávida precisa de mais energia durante a gestação, pois está nutrindo o seu corpo e o de um novo ser. E os carboidratos são ótimas fontes de energia – não à toa esse macronutriente está presente de forma tão abundante nos alimentos”, afirma.

alimentação na gravidez

Izabela reforça a ideia de que o equilíbrio vale para os carboidratos também. Segundo ela, a grávida precisa de uma quantidade adequada, já que tanto a falta como o excesso são prejudiciais.

Quanto mais natural, melhor

A má fama do carboidrato leva muita gente a abrir mão desse grupo alimentar na hora de escolher o que colocar no prato, o que não é bom. “Não se trata de proibição, mas cautela no consumo”, enfatiza a nutricionista.

Essa tendência de vilanizar o carboidrato vem da falta de conhecimento das pessoas sobre um ponto bem importante: a qualidade dos carboidratos.

alimentação na gravidez

Alimentos naturais e integrais são as melhores fontes de carboidratos. Izabela dá a dica: quanto mais próximo de como o alimento existe na natureza, melhor. Ou seja, comida de verdade, que sofreu pouco ou nenhum processamento pela indústria.

Mandioca, inhame, batata doce, feijão, arroz, lentilha, milho, frutas são exemplos de alimentos que, além de terem bons carboidratos, possuem nutrientes importantes para a mulher, como vitaminas, minerais e fibras. A partir deles, é possível preparar diferentes pratos e variar o cardápio.

alimentação na gravidez

Vale ter atenção ao consumo de alimentos processados, como pães, biscoitos, salgados, bolos e outros doces. Eles possuem carboidratos mais refinados, ou seja, rapidamente digeridos e metabolizados, além de terem uma quantidade menor de fibras, vitaminas e minerais. É bom evitá-los, mas sem proibições.

Dá para falar em dieta ideal? Segundo Izabela, a nutrição considera as questões individuais de cada pessoa, não há uma receita que se aplique a todo mundo. Mas algumas informações gerais podem ajudar a nortear as escolhas alimentares das gestantes:

  • Procure ter como base alimentos naturais – vegetais, frutas, leguminosas, cereais, sementes.
  • Quanto mais variada e colorida for a alimentação, maior será a quantidade de nutrientes ingerida.
  • Se possível, vale dar preferência a alimentos orgânicos ou da época.

alimentação na gravidez

E lembre-se: alimentos ultraprocessados, com aditivos químicos e adoçantes artificiais devem, sim, ser evitados, mas nenhuma privação total é benéfica. Não precisa deixar de ir à confraternização com os amigos nem deixar de comer o bolo de casamento da sua prima.

O importante é manter uma alimentação balanceada no dia a dia e estabelecer uma relação saudável com a comida. Equilíbrio é a palavra-chave!

Leia mais:

Conheça 7 benefícios da música na gravidez

Tratamentos estéticos na gravidez: saiba quais são permitidos

Alimentação na gravidez: 10 alimentos que toda gestante deve comer

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário