a
HomeGravidezÁlcool na gravidez pode causar aborto e síndrome grave
ingestão de álcool na gravidez prejudica o bebê
ingestão de álcool na gravidez prejudica o bebê
s

Álcool na gravidez pode causar aborto e síndrome grave

Não há níveis seguros para o consumo de álcool na gravidez, por isso, uma tacinha de vinho NÃO está liberada! O grande problema é que muitos médicos minimizam esse mal e acabam liberando esporadicamente uma dose de vinho para as pacientes – o que é extremamente perigoso.

 

Os números assustam!

Uma pesquisa realizada pela Sociedade de Pediatria de São Paulo revelou que 22,7% dos obstetras desconhecem os perigos da ingestão de álcool na gravidez, ou seja, dois em cada dez médicos podem colocar a gestante e o bebê em risco por desconhecer os malefícios do álcool na gestação.

E mais: de acordo com a pesquisa, que avaliou 1.115 médicos pré-natalistas em São Paulo e no Rio de Janeiro, 44,8% das pacientes não informam ao médico se consomem ou não bebidas alcoólicas.

ingestão de álcool na gravidez prejudica o bebê

As consequências da ingestão de álcool na gravidez

O grande problema da mulher ingerir bebida alcoólica durante a gestação é que o álcool cai diretamente na corrente circulatória do feto e fica acumulado no líquido amniótico – o que acaba formando um verdadeiro reservatório de álcool que o bebê ingere e demora para eliminar.

O álcool pode afetar o sistema nervoso central do bebê e levar a gestante a sofrer um aborto. Quando nascem, os bebês de mães que ingeriram álcool na gravidez podem apresentar má formação no rosto e desenvolver problemas à medida que crescem, como retardo mental, dificuldades de aprendizagem, hiperatividade, problemas motores e, inclusive, desenvolver a Síndrome Alcoólica Fetal – distúrbio que pode surgir em 50% das gestantes que ingeriram álcool.

É importante ressaltar que da mesma forma que não existe uma quantidade de álcool segura durante a gestação, também não há um período da gravidez que seja mais ou menos perigoso ingerir bebida alcoólica. Os efeitos do álcool não afetam o bebê apenas no primeiro trimestre da gravidez, considerado o período crucial para o desenvolvimento embrionário. Inclusive, há estudos que indicam que o abuso da bebida no segundo trimestre da gravidez pode dificultar a aprendizagem de leitura e escrita das crianças.

Para não correr nenhum risco, o ideal é que você não ingira bebida alcoólica durante a gravidez – são apenas nove meses 😉 Com certeza, esse esforço valerá a pena quando você olhar para o seu filho saudável e cheio de saúde.

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário