a
HomeBebêZika Vírus e a Microcefalia em bebês
s

Zika Vírus e a Microcefalia em bebês

Microcefalia em bebês é mais uma preocupação para as futuras mamães durante a gravidez.

A gestação é sem dúvida um momento de grande atenção na vida das mulheres, são muitas dúvidas, ansiedade e preocupações , nos últimos dias fomos  impactados pelas mídias com a notícia de microcefalia em bebê recém-nascidos provavelmente em  decorrência do vírus zika.  Afinal, o que é o vírus Zika?  O que causa a microcefalia?  Qual a verdadeira relação entre o vírus e a microcefalia?

O Zika e a microcefalia em bebês

O Zika é um vírus da mesma família da dengue, porém menos agressivo, e foi identificado a primeira vez no Brasil em abril deste ano. É transmitido pelo mesmo mosquito da dengue Aedes Aegypti. Os sintomas são parecidos com uma gripe com febre intermitente, dores no corpo e algumas manchas  vermelhas que podem vir a coçar. Os sintomas somem entre 3 a 7 dias.

Microcefalia em bebês

A microcefalia é uma doença em que a cabeça e o cérebro das crianças são menores que o normal para a sua idade, influenciando o seu desenvolvimento mental.

Geralmente, a microcefalia está presente quando o tamanho da cabeça de uma criança com um ano e três meses é menor que 42 centímetros. Isto ocorre porque os ossos da cabeça, que ao nascimento estão separados, se unem muito cedo, impedindo que o cérebro cresça normalmente.

A microcefalia é uma doença grave, que não tem cura, e a criança que a possui pode precisar de cuidados por toda a vida, sendo dependente para comer, se mover e fazer suas necessidades, dependendo da gravidade da microcefalia que possui e se ela possui outras síndromes além da microcefalia

Relação Vírus Zika e Microcefalia

Estudos mundiais NÃO demonstram  relação entre o vírus e a possibilidade de microcefalia em bebês, mas  o aumento de casos de microcefalia em bebês no nordeste tem chamado a  atenção da comunidade cientifica.  Até o momento foram registrados 399 casos em 7 estados, sendo que deste 268 em Pernambuco.

A relação entre o zika vírus e a má-formação genética ganhou força porque o micro-organismo foi identificado em duas gestantes da Paraíba. Elas apresentaram sintomas da infecção durante a gravidez e carregam bebês com microcefalia confirmada.  Exames laboratoriais encontraram o vírus no líquido amniótico, que envolve o bebê na gestação.

Ainda não existem conclusões sobre essa relação, o Ministério da Saúde diz trabalhar no Nordeste para comparar os casos de gravidez com microcefalia com outras gestações, em busca de padrões de comportamento.  O que resta para as gestantes e futuras gestantes e a prevenção e os cuidados com o pré natal.

Prevenção

O Ministério da Saúde orienta que grávidas ou mulheres que pretendem engravidar tenham “cuidado redobrado” para evitar infecções virais ou de qualquer tipo.  Evite o contato com paciente infectados com o vírus da dengue ou zika.

Coloque telas protetoras em todas janelas e portas da sua casa. Deixe-as sempre fechadas. O Aedes pode entrar durante o dia. Estas telas serão muito úteis, pois depois protegerão o bebê também. É um método de proteção totalmente inócuo para a saúde e extremamente seguro.

Use um repelente nas roupas e nas áreas expostas. O repelente indicado e eficaz contra o Aedes é o que contém a substância icaridina. Pode ser utilizado em gestantes, e tem uma duração de aproximadamente 10 horas.

Sempre que o tempo e a temperatura ambiente permitirem, use roupas que cubram os braços e pernas.

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário