a
HomeBebêPicos de crescimento do bebê: como identificar?
picos de crescimento
picos de crescimento
s

Picos de crescimento do bebê: como identificar?

Tempo, vai com calma! Só quem tem um bebê em casa sabe o quanto os pequenos se desenvolvem rápido, não é? No entanto, você sabia que, geralmente, os picos de crescimento acontecem de forma previsível? Eles são super importantes para acompanhar o peso e a altura da criança periodicamente.

Bebês que sentem uma necessidade maior de mamar, acordam com facilidade e ficam mais agitados do que o normal podem estar passando por um pico, que costuma durar de 2 a 3 dias, podendo chegar a 7. Vamos entender melhor?

picos de crescimento

Como acontecem os picos de crescimento?

Antes da década de 1990, cientistas acreditavam que as crianças cresciam em ritmo constante. Essa teoria foi descartada quando pesquisadores começaram a medir o crescimento semanal ou diariamente, e não uma vez por ano.

Eles descobriram que, durante um pico de crescimento, a criança cresce em média 1cm no período de um dia ou mais, enquanto dorme. Durante os dois primeiros anos, ela tem alguns picos e, no resto do tempo, simplesmente não cresce. A maioria deles acontecem normalmente nesses períodos:

  • 2ª semana;
  • 3ª semana;
  • 6ª semana;
  • 6 meses;
  • 9 meses.

Sabemos que vários fatores determinam altura e peso. O processo de crescimento inclui a composição genética, hormônios e questões nutricionais. Por isso, nem todos os bebês seguem o mesmo padrão. 

Então, os picos de crescimento podem ocorrer mais cedo ou mais tarde. Desde que a criança esteja ganhando peso e altura dentro do normal, não é preciso se preocupar com a data.

picos de crescimento

Como identificar os picos de crescimento do bebê?

Confira alguns sintomas clássicos que mostram que o seu bebê está passando por um dos picos de crescimento.

Mais fome

O bebê vai querer se alimentar com mais frequência. Se antes ele mamava de três em três horas, durante o pico pode ficar com fome a cada uma ou duas horas para saciar a nova demanda do seu corpinho. 

Fique tranquila em relação à produção de leite! Com a amamentação em livre demanda, o organismo da mulher se ajusta e acompanha o ritmo do pequeno. Bebês mais velhos também vão querer se alimentar mais, tanto mamando quanto comendo alimentos sólidos e papinhas.

máscara para amamentar

Acordar durante a noite

Mesmo que o bebê esteja dormindo por horas seguidas durante a noite, ele pode acordar mais vezes durante os picos de crescimento. Ele pode despertar de duas em duas horas para mamar. O mesmo vale para sonecas, que serão mais curtas do que o comum.

Bebê mais “rabugento”

Durante a amamentação, por exemplo, ele estará mais exigente, mamando com mais vigor e demandando mais leite. Além disso, seu humor estará abalado pelas noites mal dormidas e sonecas interrompidas.

picos de crescimento

O que fazer?

Um bebê que mama mais e dorme menos provavelmente vai deixar os papais mais cansados e estressados. Para que a produção de leite acompanhe o ritmo frenético das mamadas, é importante a mãe beber bastante água e descansar, sempre que puder. 

O soninho das crianças é fundamental para manter suas funções corporais e metabólicas. Uma dica para os pais que querem melhorar o sono dos seus filhos é seguir uma rotina noturna todos os dias para que elas se acostumem com o processo e desacelerem aos poucos até chegar a hora de dormir. O mesmo vale para as sonecas.

picos de crescimento

Caso o comportamento do bebê fique muito fora do comum, observe a quantidade de fraldas e ganho de peso. Se as roupinhas estão visivelmente mais apertadas e ele está usando entre cinco e seis fraldas por dia, provavelmente está tudo bem. 

Como saber se o bebê está crescendo normalmente?

Desde a gravidez, o crescimento do bebê já é monitorado. Na fase intrauterina, o controle é feito por meio das ultrassonografias e, após o nascimento, altura e peso devem ser registrados pelo pediatra. 

Os resultados são colocados nas curvas de crescimento para avaliar se o padrão está compatível com o de outras crianças do mesmo sexo e idade. No primeiro ano, bebês crescem em torno de 24cm e ganham cerca de 6kg. Já, no segundo, crescem por volta de 12cm e ganham mais ou menos 2,5kg.

Entre o quarto e o sexto mês de vida, o peso de um bebê deve dobrar em relação ao peso que tinha quando nasceu. Até o primeiro ano de idade, deve triplicar. Aos dois anos, espera-se que pese quatro vezes mais do que no nascimento.

picos de crescimento

Picos de crescimento e saltos de desenvolvimento: qual a diferença?

Enquanto os picos de crescimento se referem à altura e peso do bebê, os saltos de desenvolvimento dizem respeito à aquisição de novas habilidade como sorrir ou engatinhar. Todas essas mudanças trazem sensações e sentimentos desconhecidos para o bebê, fazendo com que ele se sinta perdido, pois o seu sistema perceptivo e cognitivo mudou.

Por isso, o mundinho do pequeno pode se tornar um lugar estranho, inseguro e desconhecido, fazendo com que ele sinta mais necessidade de colinho, mamando mais ou menos e acordando várias vezes na noite. 

Geralmente, duram de uma a seis semanas, mas varia com cada criança. Os saltos ocorrem com mais frequência no primeiro ano do bebê, mas continuam acontecendo até a adolescência. 

picos de crescimento

Carinho, colinho, amor e paciência são os segredos para essas fases. Logo os sintomas dos picos de crescimento e saltos de desenvolvimento vão passar e tudo voltará ao normal!

 

Quer saber mais?

Conheça a Beabá Grão de Gente, nossa plataforma de cursos online para as mamães mais bem informadas. Inscreva-se no “Curso Completo da Gestação”, com mais de 40 aulas sobre gravidez, parto e pós-parto! São vagas limitadas!

 

Leia mais

Régua de crescimento infantil: acompanhe o desenvolvimento do seu bebê com estilo

12 motivos que fazem o bebê chorar

O que é a crise dos 3 meses do bebê?

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário