a
HomeBebêExterogestação: entenda o que é essa teoria
Exterogestação
Exterogestação
s

Exterogestação: entenda o que é essa teoria

Seu nome difícil pode dar a entender que a exterogestação é algo muito complicado de explicar, mas na realidade é bem simples. Criada pelo antropólogo, Ashley Montagu, a teoria tem como proposta considerar que os três primeiros meses de vida do bebê, fora do útero, sejam vividos como parte da gestação, o que exigiria cuidados a mais com o pequeno.  

O objetivo desse método é respeitar ao máximo o tempo de adaptação do recém-nascido ao novo mundo repleto de descobertas. Dar bastante colo, colocar o bebê no ninho com redutor ou enrolar o neném num cueiro são ótimas ideias para que ele sinta como se estivesse no útero da mãe.

Exterogestação

Mas quais são os passos necessários para tornar a prática da exterogestação uma realidade? O Blog Grão de Gente te explica!

Exterogestação: como agir nos primeiros meses

Um recém-nascido é um ser indefeso e totalmente dependente dos pais. Afinal, ele não enxerga com nitidez, não fala, não entende o que ouve, não senta e não é capaz nem mesmo de sustentar sua própria cabecinha.

Segundo Montagu, a gravidez tem uma duração de 12 meses, ainda que o último semestre aconteça fora da barriga da mãe. Em alta desde que o pediatra, Harvey Kap, falou sobre seus benefícios, a teoria da exterogestação tem como objetivo permitir que o bebê aproveitem os primeiros meses de sua vida com máximo de bem-estar, sem que ele sinta uma mudança brusca do útero para o exterior.

Os adultos já possuem hábitos consolidados e estão fisicamente formados, enquanto para esses pequeninos absolutamente tudo se torna uma grande novidade. Por conta disso, os pais devem tomar algumas medidas para recriar boa parte das sensações que a criança tinha quando estava no útero.

Confira algumas dicas:

Dê bastante colo

A segurança e o aconchego do colo é um carinho fundamental nos primeiros dias da exterogestação. A sensação de proteção e o calor humano, transmite tranquilidade e aumenta o bem-estar do recém-nascido. Esse momento especial é perfeito para niná-lo e embalar o sono do pequenino.

Invista num enxoval aconchegante

Peças como o ninho para berço com redutor e o cueiro permitem que o recém-nascido sinta o aconchego do colo da mamãe ou até experimente a mesma sensação de estar no seu útero.

Exterogestação

Pratique cama compartilhada

Um dos princípios da exterogestação propõe que o bebê durma na cama com os pais durante seus primeiros meses de vida, ou então num berço acoplado à cama.

Use e abuse do sling  

Utilizar o sling é uma excelente opção para que o bebê sinta a sensação uterina por mais tempo, isso acontece graças ao fato que o neném fica em constante contato com a pele da mãe.

Amamente

As mamães sabem que os bebês ficam bem mais calmos com o peito, mamadeira ou até mesmo com a chupeta, pois no útero eles ficavam com as mãos bem próximas ao rosto e por isso chupavam os dedinhos com frequência. Amamentar é ótimo por diversos motivos e tem tudo a ver com exterogestação, afinal a amamentação é um momento único e especial, de pura aproximação e contato entre a mamãe e seu amor.

Faça barulhinhos

Sons semelhantes ao que o seu amor ouvia no útero, como o do coração e intestino, contribuem para o que o bebê se acalme e fique muito bem aconchegado. Existem até mesmo aplicativos para smartphones e vídeos na internet com esses sons.

Leia Mais:

5 razões para continuar dando colo ao seu bebê

10 benefícios da amamentação para a saúde do bebê

Benefícios da amamentação para a saúde materna

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário