a
HomeBebêCuidados com a SaúdeVacinas indispensáveis para a gestante e o recém-nascido
vacinas indispensáveis para a gestante e o recém-nascido
vacinas indispensáveis para a gestante e o recém-nascido
s

Vacinas indispensáveis para a gestante e o recém-nascido

Você concorda que é muito melhor e mais fácil prevenir uma doença do que tratá-la? Por isso, é essencial manter a cartela de vacinação em dia. Esse cuidado deve ser intensificado com as tentantes, as gestantes e, claro, com os recém-nascidos.

As doses de vacina são primordiais para prevenir problemas mais sérios com a mamãe e o bebê. Sabendo da importância desse assunto, a Grão de Gente realizou uma transmissão ao vivo no Facebook com a médica Márcia Faria Rodrigues sobre vacinação. Durante o bate-papo, Márcia falou sobre os diversos tipos de vacina, quais são indispensáveis para a gestante e o recém-nascido, tirou dúvidas das nossas seguidoras e muito mais.

Segundo a médica, nada salva mais vidas no mundo do que a vacinação – em termos de medicina. “As vacinas são tão poderosas que a gente deixa de lembrar delas justamente porque são poderosas. Um exemplo é a paralisia infantil. Antigamente, todo mundo tinha muito medo da paralisia infantil, mas como as vacinas são tão poderosas ninguém lembra mais da doença. Às vezes, a gente não dá tanto valor para a vacina, mas foi ela que nos salvou dessa doença”, frisa Márcia.

 

vacinas indispensáveis para a gestante e o recém-nascido

 

Vacinas primordiais para a gestante

Durante o bate-papo, a médica falou de diversas vacinas importante para a gestante. A vacina da gripe, a DTPA e a de Hepatite B foram as mais lembradas. “Algumas vacinas são importantes para proteger a própria gestante. Por exemplo, a da gripe. A gente sabe que a gestante é muito mais vulnerável a doença, a gripe – todos os tipos, principalmente, a H1N1. Mas, além de proteger a gestante, a grávida também protege o bebê. Se ela não ficar gripada, ela não vai contaminar o próprio bebê. É importante ressaltar que o bebê só pode tomar a vacina da gripe aos seis meses e o índice de internação por gripe de bebês que a mãe está vacinada diminuiu muito”.

 

Estratégia Casulo

Não vacinar apenas a mamãe, mas todas as pessoas que estão ao redor do bebê. Esse é o conceito da chamada estratégia cocoon, conhecida como estratégia casulo.  Se as pessoas ao redor do bebê não ficarem doentes, elas não passarão doenças para o bebê.

 

Vacina rotavírus: dar ou não dar?

Um dos assuntos mais latentes durante o bate-papo foi a necessidade da vacina rotavírus. A Dra. Márcia frisou que a vacina rotavírus é extremamente segura. “Atualmente, existem duas vacinas diferentes. A vacina que o governo brasileiro usa é uma vacina monovalente, contra um tipo de rotavírus. As vacinas disponíveis em clínicas particulares são pentavalente, contra cinco tipos de rotavírus. As duas são seguras! Você deve e tem que vacinar o recém-nascido com a vacina do rotavírus”, disse Márcia.

Vacinas contra a dengue, coqueluche, meningite, tétano e muitas outras também foram citadas durante a conversa. Se você está com dúvidas em relação a vacinação, confira o nosso bate-papo com a médica Márcia Rodrigues. E mais: confira aqui a cartilha de vacinação com todas as vacinas indicadas para grávidas, não-grávidas, recém-nascidos, crianças, adolescentes e etc.

 

Confira a transmissão ao vivo sobre as vacinas indispensáveis para a gestante e o recém-nascido:

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário