a
HomeBebêCuidados com a SaúdeSangue na fralda? Saiba o que é o sangramento vaginal em recém-nascidas
shutterstock_2899605321
shutterstock_2899605321
s

Sangue na fralda? Saiba o que é o sangramento vaginal em recém-nascidas

Que mãe ou pai não se assustaria ao se deparar com um pouco de sangue na fralda da bebê? Praticamente impossível não se desesperar, mas isso pode acontecer! Apesar disso não ocorrer com tanta frequência, às vezes ouvimos histórias de mães de menina que já passaram pelo sangramento vaginal em recém-nascidas. Chamada de “mini menstruação” por alguns, o nome verdadeiro da condição é “crise pubertária do recém-nascido”. Quer saber por que ela acontece? Nós conversamos com o pediatra e neonatologista Ruy Pupo, que explicou tudinho!

Saiba por que o sangramento vaginal em recém-nascidas acontece

sangramento vaginal em recém-nascidas

A presença dos hormônios femininos da mãe no sangue do recém-nascido é o motivo por trás da “mini menstruação”. Esses hormônios são passados por meio da placenta, ainda durante a gravidez, e quando a bebê nasce, há uma interrupção no recebimento deles. Daí o corpo da bebê pode liberar um pequeno sangramento vaginal. É mais ou menos como as pílulas anticoncepcionais: Quando a mulher dá a pausa, vem o sangramento.

Segundo o pediatra Ruy Pupo, não há como evitar essa situação, já trata-se de um fenômeno fisiológico normal. Ele também dá dicas do que fazer no caso de notar o sangramento vaginal em recém-nascidas:  “Primeiro, não se assustar e manter a calma, sabendo que é um fato normal. E basta fazer a higiene normal da região. Esse sangramento em geral é discreto e dura poucos dias, com resolução espontânea”.

sangramento vaginal em recém-nascidas

Você deve esperar o problema se resolver sozinho, o que costuma demorar entre um e três dias. Levar a bebê direto ao pediatra em caso de dúvidas também é recomendado, principalmente para as mamães de primeira viagem. Na realidade, o sangramento vaginal em recém-nascidas é super normal, e não é motivo de preocupação. Entretanto, há casos em que a quantidade de sangue pode aumentar e virar algo mais sério. “Se o sangramento for muito intenso ou duradouro, pode significar a presença da Doença Hemorrágica do Recém-Nascido, que requer tratamento próprio”, alerta Dr. Ruy.

Leite de bruxa

sangramento vaginal em recém-nascidas

A “mini menstruação” não é o único fenômeno que ocorre por conta da mudança brusca nos hormônios do bebê. Além do pequeno sangramento vaginal nas meninas, o mesmo mecanismo hormonal pode fazer com que meninas e meninos nasçam com as mamas aumentadas e até produzam leite. E o pediatra recomenda: “Novamente, nada a fazer, pois se resolve sozinho, muito menos espremer as mamas, coisa que muitas pessoas desinformadas faziam no passado e que causava sérios abcessos requerendo tratamento com antibiótico e por vezes internação e drenagem cirúrgica”. Esse fenômeno é popularmente chamado de “leite de bruxa”.

A chave para evitar o susto é a informação. Por isso, mamãe, fique por dentro de todas as novidades acompanhando os posts aqui no Blog da Grão de Gente!

Leia mais

Vérnix: O que é e para que serve?

Icterícia em recém-nascidos: causas e tratamentos

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário