a
HomeBebêAlimentaçãoBLW dá autonomia ao bebê na introdução alimentar
Método estimula independência e sociabilização
Método estimula independência e sociabilização
s

BLW dá autonomia ao bebê na introdução alimentar

Se você tem um bebê em fase de introdução alimentar, precisa conhecer o Baby Led-Weaning. Traduzindo, a expressão quer dizer algo como “desmame guiado pelo bebê”, e é uma alternativa que privilegia a autonomia da criança  também na hora da alimentação. Conhecida como BLW, a técnica consiste em oferecer pedaços de alimentos para que o próprio bebê manipule-os e os leve à boca, eliminando a necessidade de papinhas e colheres, tornando a hora da refeição um momento cheio de experimentações táteis e sensoriais.

Ganhando cada vez mais adeptos pelo mundo, o BLW não é uma técnica nova. Muitos pais e mães o praticam há muito tempo, sem nem saber que havia um nome para isso. Segundo essa linha de pensamento, o bebê já está no controle de sua alimentação desde o nascimento, já que é capaz de sugar o seio da mãe sem ajuda. Então, nada mais natural que essa autonomia continue sendo estimulada também na introdução alimentar.

 

Método estimula independência e sociabilização

Método estimula independência e sociabilização

 

Segundo a médica pediatra Kelly Marques Oliveira, autora do blog Pediatria Descomplicada, bebês que mamam no peito possuem seu próprio ritmo de alimentação, e o mecanismo de fome e saciedade estimulados. “Eles também controlam sua própria alimentação e ingestão de líquidos, uma vez que decidem sozinhos quanto tempo deve durar cada mamada. E como o leite materno muda de sabor de acordo com a alimentação da mãe, prepara o bebê para experimentar sabores diferentes.”

Se bebês saudáveis e amamentados ao peito se mostram capazes de iniciar sua própria alimentação, estudos comprovam que aqueles amamentados com mamadeira também estão aptos a se alimentarem pelo método. Vale salientar que o BLW é recomendado a partir dos seis meses, quando o bebê já consegue segurar os alimentos e leva-los à boca.

Como iniciar a introdução alimentar pelo BLW?

 

BLW deve ser iniciado a partir dos seis meses

BLW deve ser iniciado a partir dos seis meses

 

É muito simples estimular o “self-feeding” em bebês. Aos seis meses de idade, quando iniciar a introdução alimentar, você já pode incentivar o bebê a comer sozinho alimentos sólidos, cortados e  pequenos pedaços, que caibam nas mãozinhas dele. Assim, você estará dando a oportunidade a seu bebê de vivenciar uma experiência diferente com a comida: sentir a textura, observar as cores e identificar os diferentes sabores dos alimentos por ele mesmo será muito mais prazeroso e estimulante. Além disso, seu filho poderá participar das refeições em família, comendo junto com todos à mesa, o que ajudará no processo de sociabilização.

Nossa dica é higienizar bem a mesinha do cadeirão e colocar ali os alimentos cortados para seu bebê. Colocar a comida em pratinhos, só aguçará a vontade do bebê em jogar tudo no chão. Converse com o pediatra, diga que pretende que seu filho coma alimentos sólidos ao invés da papinha, e siga as orientações dele a respeito de quais alimentos oferecer e em qual ordem.

Preferencialmente, ofereça frutas e legumes cozidos em um ponto que fiquem macios o suficiente para que possam ser mastigados com a gengiva, mas que resistam ao aperto das mãozinhas de seu comilão. No início, carnes só devem ser oferecidas em pedaços grandes, para serem sugadas. Uma dica é cortar os pedaços no sentido transversal da fibra, assim seu bebê poderá arrancar alguns fiapos.

 

Não engasga?

Depois de ler tudo isso, você deve estar se perguntando se há risco do bebê engasgar. Bem, esse risco existe independente do alimento que você ofereça a ele. Um bebê pode se engasgar com alimentos pastosos ou líquidos também. O medo aqui vem da possibilidade de um pedaço maior se soltar, mas isso não é comum.

Especialistas preconizam que se o bebê estiver sentado com as costas encostadas no cadeirão, o risco de engasgo é muito pequeno. Todos nós temos um reflexo protetor chamado “reflexo de gag”. Ele é disparado a partir da pressão em alguns pontos da boca, e faz com que qualquer alimento que não esteja sendo deglutido adequadamente seja levado de volta para a frente da boca. Pedaços maiores exercem maior pressão nesses pontos específicos do que colheres de purê ou líquidos. É justamente por isso que seu bebê engasga mais com líquidos do que com os sólidos.

 

Dicas de segurança para aplicar o BLW

 

– Ofereça alimentos seguros: alimentos de forma arredondada, como cenouras e uvas, devem ser cortadas em sentido longitudinal. Retire caroços e frutas e evite alimentos como nozes e castanha. Maçãs, apenas cozidas.

– Para se alimentar de sólidos, o bebê já deve estar apto a se sentar sozinho, manipular objetos e levá-los à boca;

– A hora da alimentação sempre deve ter a supervisão de um adulto;

– Seu bebê sempre deve estar sentado, com apoio firme para as costas. Nunca o alimente deitado ou semi-deitado.

– Nunca o force a comer nada, nem coloque nenhum alimento em sua boca. Nesse método, é o bebê que escolhe o quê e quando vai comer, de acordo com suas possibilidades e necessidades nutricionais;

– Não prenda o bebê pelo troco na cadeirinha enquanto ele se alimenta. Ele deve ter liberdade de movimentos para frente e para trás. Use apenas o cinto na cintura.

Converse sempre com seu pediatra, e siga à risca suas orientações. Nem todos os profissionais são a favor do BLW, e alguns indicarão uma introdução alimentar com papinhas.

 

Leia mais:

– Dúvidas sobre alimentação infantil

– Alimentação infantil precisa ser saudável e animada

– Alimentos que vão turbinar a saúde do seu filho

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário