a
HomeBebêAtraso na fala: quando é preciso se preocupar?
atraso na fala
atraso na fala
s

Atraso na fala: quando é preciso se preocupar?

Escutar a primeira palavra é motivo de grande alegria para os papais! Inclusive, quando menos se espera, o pequeno começa a dizer tantas coisas que até dá vontade de pedir uma pausa, né? No entanto, nem sempre o processo é bem sucedido e o atraso na fala pode acontecer.

Precisamos ter em mente que o desenvolvimento da linguagem começa muito antes do nascimento, ainda na barriga da mãe. Por volta da 12ª semana, o bebê já consegue ouvir sons e na 24ª pode responder a estímulos, como uma música ou até aquela conversa gostosa que as pessoas costumam ter com a barriga.  

Depois disso, começa uma forma não verbal de comunicação através do olhar, do sorriso e da vocalização, aqueles sons que só as mamães são capazes de traduzir! 

Cada criança tem seu ritmo, não é necessário apressar ou se preocupar antes da hora, mas vale ficar de olho no desenvolvimento em cada etapa, que geralmente é acompanhado de avanços simples, mas significativos para identificar o atraso na fala.

atraso na fala

Veja o que é esperado em cada etapa:

  • 0 a 3 meses: presta atenção nos barulhos, se acalma com vozes conhecidas, emite alguns sons;
  • 3 a 6 meses: balbucia como se estivesse conversando e pode imitar alguns sons simples que ouve;
  • 6 a 12 meses: já entende comandos simples como o “não”, “tchau” e palavras comuns no dia a dia, pode começar a falar palavras ou sílabas;
  • 12 a 18 meses: aponta para o que quer falar e pode combinar palavras simples;
  • 18 a 24 meses: combina palavras e pode falar até 20 diferentes;
  • 2 a 3 anos: fala frases de duas a três palavras, responde sim e não, se comunica bem, ainda que não seja totalmente compreensível para todos;
  • Até 4 anos: fala frases e relatos, mas podem ter dificuldade com o “R” e com palavras com “LH”.

Quando o atraso na fala é considerado um problema?

O desenvolvimento da fala é contínuo, ou seja, é crescente. Se seu bebê era ‘falante’ e, de repente, parou de emitir sons, já é um possível sinal de alerta, mas sem motivos para desespero. 

É necessário observar diversos fatores: comparar com o esperado mínimo para cada idade, considerar que cada criança tem seu tempo (com a interpretação correta, sem ignorar outros sinais do atraso na fala), levar em conta o que os pais observam sobre o assunto e, sobretudo, compreender outros sintomas associados, que incluem desde o desenvolvimento da musculatura orofacial até a audição infantil.

Também é de extrema relevância desmistificar a ideia que meninas falam mais cedo do que meninos, por exemplo. Não há nenhuma evidência científica que comprove a afirmação. 

7 possíveis causas do atraso na fala

1 – Dificuldades auditivas, cognitivas e respiratórias

A audição está totalmente ligada ao desenvolvimento da fala. Se houver alguma desconfiança de atraso, o pediatra ou otorrino podem avaliar através de exames.

Crianças que respiram mal ou respiram muito tempo pela boca podem ter a musculatura afetada também, assim como o primeiro exemplo, um otorrino poderá identificar o problema. 

Já os déficits cognitivos são interligados. Preste atenção como é a concentração do bebê, por exemplo. Se ele demorar para sentar e andar, pode ser que a fala também seja atingida. 

atraso na fala

2 – Falta de estímulos e excesso de telas

Os mínimos estímulos são importantes para desenvolver a fala. Conversar com a criança, nomear objetos, brincar para estimular a imaginação e contar histórias são dicas simples que funcionam, desde que não sejam em excesso. Pais que falam demais podem impedir dos filhos se comunicarem. 

Na contramão disso e de encontro à atualidade, o excesso de tablets, celulares, computadores e televisão pode prejudicar a fala. O momento pode ser tão distrativo que a comunicação se perde. Tudo é questão de equilíbrio. 

atraso na fala3 – Alimentação 

A alimentação é super importante no desenvolvimento da fala! Inclusive, já falamos disso por aqui!

Quanto mais texturas a criança experimentar, melhor. Nada de oferecer só alimentos amassados, pastosos o que derretem na boca. É preciso mastigar! 

atraso na fala

4 – Autismo

A linguagem é uma das dificuldades do Autismo, transtorno que afeta tanto a comunicação verbal quanto a não verbal. Além de não falar, a criança não gesticula e tem pouco interesse na socialização. 

5 – Mutismo seletivo

O Mutismo Seletivo é um transtorno psicológico que pode ser diagnosticado por um neurologista ou psiquiatra infantil. Ele é caracterizado pela recusa de falar apenas em algumas situações. Em casa, pode acontecer normalmente, enquanto na escola a criança não fala com ninguém. 

6 – D.E.L

A sigla significa Distúrbio Específico de Linguagem. A criança não tem problemas auditivos, emocionais nem outros transtornos, mas não conseguem desenvolver a linguagem adequadamente. Elas são inteligentes, mas estruturar frases e criar diálogos são extremamente difíceis. O D.E.L pode passar despercebido, afinal, todas as outras áreas não são afetadas. 

7 – Apraxia da fala

É um distúrbio motor que pode ser identificado a partir dos dois anos de idade, caracterizado pela incapacidade de planejar os movimentos necessários para produzir sons e palavras. De uma forma mais simples, a criança pensa e tenta dizer algo, mas não consegue transformar seus pensamentos em palavras.

Pode parecer fácil para os adultos, mas falar é um ato sofisticado que envolve muitos músculos da boca, face, língua, palato e faringe. Por isso, o atraso na fala não deve ser diminuído. 

Tratamentos para atraso na fala

O diagnóstico e tratamento dependem de avaliações especializadas. Geralmente, o pediatra, fonoaudiólogo e neuropediatra atuam em conjunto. Em muitos casos, há necessidade de exames complementares.

atraso na fala

Leia mais:

A importância da alimentação no desenvolvimento da fala

Faz bem deixar o bebê andar descalço? Veja 5 benefícios!

Birra de criança: tudo o que você precisa saber sobre esse comportamento!

Compartilhe:
Classifique este artigo

Blog Grão de Gente é um bate papo diário sobre o mundo da maternidade! O Blog da maior loja virtual de enxoval e decoração para quarto de bebê do Brasil.

redacao@bloggraodegente.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário